0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

E em um sábado por mês, a partir do dia 28, a visita será aberta a todo o público

Estudantes, professores e vizinhos vão ter a oportunidade de visitar o Museu da Língua Portuguesa em primeira mão. No dia 12 de março vai ser lançada a nova etapa do programa educativo Escola, Museu e Território, que vai promover visitas mediadas aos bastidores da reconstrução, gratuitas, durante a fase de montagem da exposição principal. O programa vai até maio e a reabertura do Museu está prevista para junho.

As atividades têm como tema a Chegança, ato de preparar a chegada, em referência à proximidade da reinauguração. Chamadas de visitas-jogo, as atividades para as escolas vão conectar crianças e jovens ao conteúdo renovado do Museu, propondo interações com a narrativa da exposição principal por meio de atividades lúdicas, e serão segmentadas por faixas etárias (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio).

Todas as quintas-feiras, o Museu vai receber crianças e jovens estudantes de escolas, mediante agendamento (com prioridade para as escolas da região do centro). Às quintas e sábados, haverá também visitas mediadas para estudantes de EJA (Educação de Jovens e Adultos), pessoas atendidas pelos serviços de assistência social e de saúde; moradores e trabalhadores do bairro.

E em um sábado por mês, a partir do 28, as visitas serão abertas ao público em geral; professores da rede pública; moradores e trabalhadores do bairro da Luz e Bom Retiro; educadores e trabalhadores dos serviços de assistência social e saúde; e profissionais de cultura. A atividade relaciona temas da exposição principal do Museu da Língua Portuguesa à diversidade linguística do entorno da Estação da Luz e vai contar com integrantes das comunidades migrantes que vivem na região.

A reconstrução do Museu da Língua Portuguesa e seu programa Educativo Escola, Museu e Território são uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Fundação Roberto Marinho e tem como patrocinador máster a EDP; como patrocinadores Grupo Globo, Grupo Itaú e Sabesp; e apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e do Governo Federal por meio da lei federal de incentivo à cultura.

Ônibus Andante: trajeto a pé para conhecer a cidade

Assim como na primeira fase do programa, estudantes das escolas da região chegarão ao Museu por meio do projeto Ônibus Andante, que propõe um trajeto a pé, aos moldes de uma ‘linha’ de ônibus, para conectar as escolas com o museu, explorando a região, seus marcos urbanos e prédios históricos. O objetivo é despertar o olhar e o interesse das crianças e jovens pelo espaço da cidade.

Formação de professores aborda influências da língua portuguesa

O Projeto Educativo também vai contemplar cursos de formação de professores, com encontros semanais voltados a profissionais da rede pública, educadores e trabalhadores do serviço de assistência social, abordando temas em torno das influências da língua portuguesa no Brasil.

Em 2019, na primeira fase do programa, as atividades educativas e culturais foram promovidas no saguão da Estação da Luz e reuniram mais de 2 mil estudantes e professores. O projeto mobiliza 23 instituições de educação e 25 de cultura da região próxima ao Museu, rearticulando o diálogo com jovens, educadores e comunidade da vizinhança antes da inauguração.

Museografia e Conteúdo

Um dos primeiros museus do mundo totalmente dedicado a um idioma, o Museu da Língua Portuguesa celebra a língua como elemento fundador e fundamental da nossa cultura. Por meio de experiências interativas, conteúdo audiovisual e ambientes imersivos, o visitante é conduzido a um mergulho na história e na diversidade do nosso idioma.

Desde o término das obras, em dezembro de 2019, está em curso a implantação da museografia. O Museu terá experiências inéditas, como “Línguas do Mundo”, que destaca 20 das mais de 7 mil línguas faladas hoje no mundo; “Falares”, que traz os diferentes sotaques e expressões do idioma no Brasil; e “Nós da Língua Portuguesa”, que apresenta a língua portuguesa no mundo, com os laços, embaraços e diversidade cultural da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). Serão mantidas as principais experiências como a instalação “Palavras Cruzadas”, que mostra as línguas que influenciaram o português no Brasil; e a “Praça da Língua”, espécie de ‘planetário do idioma’ que homenageia a língua portuguesa escrita, falada e cantada, em um espetáculo imersivo de som e luz.

PROGRAMA EDUCATIVO ESCOLA MUSEU E TERRITÓRIO

Visitas mediadas para escolas (com prioridade para as da região do centro)

Grátis

Início: 12/03 (quinta-feira)

Toda quinta-feira, às 8h (Educação Infantil); 9h e 14h30 (Ensino Fundamental e Médio). Até dia 28 de maio.

Mediante agendamento no link

Visitas mediadas para adultos atendidos pelos serviços de assistência social e de saúde; moradores e trabalhadores do bairro; estudantes de EJA

Grátis

Início: 12/03

Às quintas-feiras e sábado. Horários: 11h; 17h e 19h30. Mediante agendamento no link

Chegança: visitas mediadas ao museu em montagem

Início: 28/03 (sábado), visitas às 10h / 11h / 12h

Distribuição de senhas uma hora antes do início da visita.

Datas: 28 de março; 25 de abril; 30 de maio

Grátis

Confira a programação completa no site do Museu

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Opulência e destruição em “A Falência”, de Júlia Lopes de Almeida

Próximo post

Bibliotecas Comunitárias com as mulheres: resistência e luta