0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Do Painel Acadêmico.

Os vestibulares para universidades públicas acabaram na Argentina. Na última quarta-feira (28), os senadores argentinos aprovaram a reforma da LES (Lei de Educação Superior) que, além do livre acesso, também garante a gratuidade nos cursos superiores de faculdades públicas. As informações são do jornal La Nacion.

De acordo com o texto aprovado pelos parlamentares, os estudantes que terminarem todas as etapas da educação básica automaticamente terão direito a uma vaga nas universidades públicas do país. “Todas as pessoas que concluírem a educação secundária podem ingressar de maneira livre e irrestrita no ensino de grau e nível da educação superior”, determina o artigo 7º da LES.O mesmo artigo proíbe “exames eliminatórios” ou qualquer outro “mecanismo de exclusão” para seleção de alunos nas universidades públicas.

Em seu artigo 2º, a legislação determina que o Estado Nacional é o responsável pelo financiamento, supervisão e fiscalização das universidades nacionais, assim como pela supervisão e fiscalização das universidades privadas.

A administração das instituições de ensino superior será de responsabilidade das províncias argentinas e da capital federal, Buenos Aires. Além disso, de acordo com o novo texto da Lei, cada uma das universidades poderá definir os requisitos para que cada estudante possa ser considerado um aluno regular.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Dia Nacional da Cultura

Próximo post

MinC autoriza gestor de bibliotecas-parque do Rio captar R$ 5,4 mi para 2016

Sem comentários

Deixe uma resposta