0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+
Militares e estudantes conversando no campus da Praia Vermelha em 22/09/1966. Foto: F. Milton
Militares e estudantes conversando no campus da Praia Vermelha em 22/09/1966. Acervo Arquivo Nacional. Foto: F. Milton

Na madrugada de 23 de setembro de 1966, após longo cerco, forças policiais invadiram o prédio da Faculdade Nacional de Medicina (FNM), na Praia Vermelha (local onde hoje se situa a UNIRIO), agrediram violentamente estudantes e depredaram suas dependências.

O episódio, que se tornaria um marco do movimento estudantil, da resistência à ditadura e da história de nossa universidade, prenunciou outros tipos de violações ainda mais graves contra os que, naqueles anos sombrios, ousaram se rebelar em defesa da autonomia da universidade, da democracia e da liberdade.

Para relembrar esse momento, a Comissão da Memória e Verdade da UFRJ (CMV-UFRJ) promove manhã (31/03) uma sessão de depoimentos com ex-alunos(as) da FNM e estudantes em geral que participaram do ocorrido – e uma exposição de fotos sobre a “invasão”.

Após os depoimentos haverá um debate sobre os impactos da repressão na universidade.

Nome do evento: Universidade e repressão: a invasão à Faculdade de Medicina da UFRJ (setembro,1966)

Local: Auditório Paulo Freire, do CCH da UNIRIO, na Av. Pasteur 456, na Praia Vermelha

Data e horário: no próximo 31 de março de 2015, às 18h

Depoimentos:

– Carlos Fayal

– Diana Maul de Carvalho

– Newton Leão

 

 

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Portal de Periódicos a Capes

Próximo post

Estudos Avançados em Museologia

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *