0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Bandeiras de diversas matizes e palavras de ordem de várias correntes convergiram hoje no Rio em direção a um inimigo comum: a PEC 241. Os manifestantes, originários dos mais variados seguimentos profissionais, se deslocaram pela Avenida Rio Branco, da Igreja da Candelária à Cinelândia exigindo a imediata retirada de pauta política da medida que, entre outras coisas, decretará um corte brutal na educação e na saúde.

Além da manifestação no Rio, diversas greves começam a eclodir país afora em protesto à proposta que, segundo alguns, deverá decretar o desmantelamento do serviço público com conseqüências diretas na vida dos trabalhadores.

Conforme amplamente noticiado pela imprensa, universidades já estão paralisadas no Paraná, no Ceará, em Pernambuco e em diversos outros estados. Amanhã a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a maior do país, deverá decidir em assembléia se os técnicos aderem ou não à paralisação.

“Como a proposta prevê cortes e congelamentos para a educação, além do fim dos concursos públicos, teremos o desmonte das instituições públicas de ensino e um futuro no qual só poderão ter acesso à educação os filhos da elite, ou seja, estudantes cujos pais possam pagar pelo acesso ao curso superior, por exemplo, já que com o desmonte da máquina pública que permite o acesso democrático à educação, a iniciativa privada fica fortalecida”, explicou recentemente a vice-presidente do Sindicato dos Servidores Federais da Educação Profissional e Tecnológica no Estado de Alagoas (Sintietfal), Sílvia Regina Mota.

Abaixo algumas imagens do ato hoje no Centro do Rio.

Bandeiras de diversos partidos e correntes tremularam no céu do Centro do Rio. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
Bandeiras de diversos partidos e correntes tremularam no céu do Centro do Rio. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
"Fora, Temer" foi uma das principais palavras de ordem durante o ato. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
“Fora, Temer” foi uma das principais palavras de ordem durante o ato. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
"Não vamos pagar pela crise". Recado dos trabalhadores. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
“Não vamos pagar pela crise”. Recado dos trabalhadores. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
IFRJ compareceu com estudantes e profissionais. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
IFRJ compareceu com estudantes e profissionais. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
UERJ também se manifestou contra PEC 241. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
UERJ também se manifestou contra PEC 241. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
O protesto contra a PEC 241 deu a tônica do ato. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
O protesto contra a PEC 241 deu a tônica do ato. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
Estudantes e profissionais do Cefet estiveram no ato. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
Estudantes e profissionais do Cefet estiveram no ato. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
Aldeia Maracanão presente ao ato. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo
Aldeia Maracanão presente ao ato. Foto: Chico de Paula / Agência Biblioo

 

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Mapeamento de bibliotecas comunitárias de Minas Gerais

Próximo post

Técnico-Administrativos da UFRJ param a partir da próxima segunda-feira

Sem comentários

Deixe uma resposta