0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Do portal inovacaotecnologica.com.br.

O IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia) lançou o Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação. Com 384 páginas, a obra gratuita sistematiza os principais termos e conceitos dessa área de conhecimento.

Segundo a pesquisadora Lena Vânia Ribeiro Pinheiro – autora do trabalho juntamente com Helena Dodd Ferrez -, o tesauro é um instrumento importante para professores, pesquisadores, profissionais, instituições de informação em geral e alunos.

A obra de referência pode ser usada nas atividades de indexação e recuperação de informações da área, em periódicos, bases de dados, repositórios, catálogos e bibliotecas digitais, isto é, em serviços e produtos de informação.

“Na vastidão de informações, sobretudo no ciberespaço, uma ferramenta desta natureza é fundamental para recuperar e acessar informações com precisão,” disse Lena.

De acordo com o diretor da Biblioteca Central da Universidade de Brasília (UnB), Emir Suaiden, a recuperação da informação é questão central na ciência da informação, desde o seu surgimento como campo científico.

Segundo ele, com os avanços da ciência e da tecnologia e a era da sociedade da informação, a internet e a proliferação vertiginosa de informações, os tesauros são instrumentos essenciais de busca e acesso à informação. Consistência, precisão e relevância da informação constituem qualidades básicas nesse processo e dependem principalmente dessas obras.

“O Ibict devia essa obra àqueles que lidam com as questões de linguagem documentária, uma vez que a iniciativa da construção de um tesauro em ciência da informação, de 1989, não chegou a ser publicada, ficou restrita ao uso interno e não teve continuidade,” lembra Suaiden.

Clique aqui para acessar gratuitamente o “Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação”.

Com informações do MCTI.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Conversas à Mesa

Próximo post

Linha do tempo

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *