0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Geyzon Dantas, da Secretaria de Políticas Culturais / Ministério da Cultura.

Há 10 anos como diretora executiva da Europeana, um dos mais importantes projetos de disponibilização de acervos digitais no mundo, a inglesa Jill Cousins estará no Brasil, [nessa] segunda-feira, dia 19, para uma reunião de trabalho com representantes do Ministério da Cultura (MinC).

Jill Cousins. Foto: Open Knowledge.
Jill Cousins. Foto: Open Knowledge.

Cousins será a consultora internacional da ação “Sistemas de Informação e Acervos Digitais de Cultura”, realizada dentro do projeto Diálogos Setoriais União Europeia-Brasil (2015-2016), ao lado do consultor nacional para o tema, Luiz Bouabci – especialista em inteligência coletiva, desenho e implementação de estratégias em rede.

No Ministério da Cultura, a diretora da Europeana será recebida pelo ministro Juca Ferreira, pelo secretário de Políticas Culturais, Guilherme Varella, e por representante da Diretoria de Direitos Intelectuais (DDI) para uma conversa sobre acervos e direitos autorais no ambiente digital.
Interfaces e cooperação

O objetivo da ação, financiada pela União Europeia (UE), é intercambiar experiências entre o Brasil e a Europa sobre sistemas de informações culturais com interfaces interativas e arranjos de integração para acervos digitais.

Trata-se de facilitar a captação, organização e a disponibilização de informações culturais, além do acesso e utilização dos conteúdos digitais distribuídos em instituições e iniciativas mantenedoras de acervos culturais e de patrimônio – como bibliotecas, arquivos e museus.

“Temos interesse em iniciativas baseadas em modelos de dados abertos, na definição de modelos de metadados e protocolos de comunicação que promovam a cooperação e compartilhamento entre bases de informações e acervos digitais”, explica José Murilo Costa, coordenador-geral de Cultura Digital da Secretaria de Políticas Culturais (SPC) do MinC.

José Murilo conta que o início do diálogo no campo dos acervos digitais com a UE teve início em 2012, no âmbito do mesmo projeto de cooperação. Os avanços que se deram desde então, com as iniciativas do MinC para acervos digitais feitas em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal de Goiás (UFG), geram novas oportunidades de cooperação internacional.
Missão e seminário internacional

A ação do MinC nos Diálogos Setoriais contempla ainda missões a países com experiências exitosas na área de acervos digitais e a realização de um seminário internacional no Brasil, no próximo ano, onde os resultados de todas as etapas da ação serão apresentados à sociedade.

A primeira missão ocorrerá em novembro, quando representantes do MinC participam do encontro anual da rede Europeana (AGM 2015) em Amsterdã (Holanda), nos dias 3 e 4 de novembro, onde o Brasil apresentará à rede europeia as iniciativas do MinC para acervos digitais da cultura.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

E-readers

Próximo post

ALERJ vota hoje projeto de lei estadual da biblioteca escolar

Sem comentários

Deixe uma resposta