4
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Nascido em Bruxelas, na Bélgica, em 1868, Paul Otlet foi advogado e um visionário na área de Ciência da informação, que ele costumava chamar de “Documentação”. Também foi um idealista e ativista da paz, juntamente com seu parceiro e amigo Henri La Fontaine, engajado em ideias políticas de um novo mundo, promovendo a paz através da difusão global da informação.

Juntos, em 1895 eles fundaram o Office International de Biographie, com o objetivo de organizar uma biografia universal, intitulado como Repertoire Bibliographique Universel (RBU). Com este projeto, um tanto quanto arrojado para a época, Otlet e La Fontaine, por meio de cartões de índices reuniram dados sobre tudo o que já havia sido publicado para posterior recuperação.

Em 1904, Otlet e La Fontaine criaram a CDU (Universal Decimal Classification) com base na CDD (Dewey Decimal Classification), um sistema de classificação que tinha sido inventado em 1876 por Melvil Dewey. Otlet escreveu diversos ensaios sobre a forma de organizar o mundo do conhecimento, resultando em dois livros, o Traité de documentation (1934) e Monde: Essai d’universalisme (1935).

Leia o texto completo na edição 46 da Revista Biblioo. Clique aqui e adquira em nossa loja virtual.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Marilene Nunes, coordenadora da Biblioteca Elias José

Próximo post

Os desafios dos usuários de bibliotecas

Sem comentários

Deixe uma resposta