1
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

O dia a dia que sufoca, o trânsito que te faz perder horas preciosas do seu dia e a carga horária exaustiva de trabalho, são fatos que colaboraram muitas vezes para que muitos pais e familiares de crianças e adolescentes tenham pouco tempo para estar junto da rotina deles.

Se o dia a dia de muitas famílias já é intenso, imagine como esses pais e familiares poderiam ter tempo para desfrutar da convivência em família da leitura literária?

Para o mediador de leitura, Victor Ramos, que atua na formação de leitores e na Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias (RNBC), é primordial que o ato de ler esteja no ambiente familiar, de quem possa apresentar a leitura a criança.

Mas Victor reconhece as dificuldades e a falta de tempo dos pais e familiares para atividades em família.

“É preciso dar alternativas e indicar caminhos para que pais e familiares possam dentro do seu tempo estimular a leitura de forma prazerosa. A leitura tem que ser estimulada de forma prazerosa e agradável, para que cada criança e adolescente possa experimentar o gosto pela leitura e criar o hábito e prazer pelo livro” analisa.

O mediador destaca algumas dicas para que os pais, mães e familiares possam estimular a leitura literária na rotina de crianças e adolescentes. É importante lembrar que cada família pode também criar outras atividades que promovam o incentivo à leitura.

  1. Estimule seu filho a frequentar a biblioteca da escola: Se há na escola de seu filho uma biblioteca escolar, estimule e instigue seu filho a se tornar um frequentador desse espaço e a realizar empréstimos de livros. “Em um dia pergunte ao seu filho quais livros ele está lendo e suas quais experiências”.
  2. Faça troca de livros e atividades literárias nos encontros com a família ou amigos: Nos encontros familiares ou com amigos proponha a troca de livros de literatura entre as crianças e adolescentes. Rodas de leitura para entreter as crianças até a hora de almoço ou lanche e para adolescentes um bate papo sobre o que eles leem ou gostam de ler. “Quantos não ligam a TV ou habilitam o Wi-Fi de casa em um churrasco para distrair as crianças e adolescentes? Faça diferente e já coloque no grupo do WattsApp da família que o próximo encontro será regado a alegria, abraços e literatura,” brinca o especialista.
  3. Aproveite os eventos culturais e literários das bibliotecas da sua região: Frequente as bibliotecas públicas e as bibliotecas comunitárias da sua região aos fins de semana com sua família. Muitos espaços têm atividades literárias e culturais aos fins de semana com atividades gratuitas.
  4. Leve livros para casa: A leitura é um dos melhores hábitos que pais ou familiares podem proporcionar a uma criança ou adolescente. A leitura fortalece laços e cria vínculos, aprimora a escrita e o vocabulário, colabora para o aprendizado de diversos conteúdos e instiga a imaginação. “Se não há como fazer a aquisição de livros, seja você a ponte entre ele e os seus filhos, torne-se um mediador, pegue livros emprestados em bibliotecas e leia para o seu filho. Aproveitem a vontade de tornar seus filhos leitores e busquem o prazer pela leitura juntos” afirma o mediador.

Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias

Se você for do estado do Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pernambuco, São Paulo, Maranhão, Pará e Ceará, você pode procurar  e conhecer as bibliotecas da RNBC, no site: https://www.rnbc.org.br/p/localidades.html.

Desde 2015, mais de 100 bibliotecas comunitárias nas regiões Norte, Nordeste, Sul e Sudeste experimentam e vivenciam a atuação em rede, com a RNBC- Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias, com ações e trabalho diário de incentivo à leitura e à literatura e a democratização do acesso ao livro e à cultura literária.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Biblioteca Mário de Andrade (SP) recebe edição do “Esquenta Primavera”

Próximo post

Frente pede a efetivação do Plano Municipal do Livro em São Paulo