0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Editus, editora da UDESC

Por meio de pequenas ações cotidianas é que melhoramos o mundo. Não estamos falando em melhorar todo o planeta, mas o nosso mundo, nossa comunidade. E é com essa proposta que a Editus, a Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), de Ilhéus, Bahia, apresenta dois importantes projetos. O “Um lugar para ler” e o “No caminho tem um livro” levam leitura para diferentes espaços do dia a dia de muita gente. Mudam rotinas, incentivam novos hábitos, renovam os antigos e criam uma rede de compartilhamento de educação e conhecimento.

Escolha um livro

Emerson Lucena, professor de Biologia da Universidade, costuma pegar livros em um dos armários do Projeto Um Lugar para ler espalhados pelo Campus. Ele conta que foi assim que conheceu mais o trabalho dos colegas e escritores da região que publicaram suas produções pela Editora.

Professor de Biologia da Uesc, Emerson Lucena (1) - Cópia

Emerson Lucena, professor de Biologia da Universidade, costuma pegar livros em um dos armários do Projeto / Foto: Editora Editus

O Projeto funciona assim: quem está na Universidade pode pegar um dos diversos livros, levar para casa ou, se preferir, ainda pode ler em um dos banquinhos personalizados do projeto, lembrando apenas de devolver depois!

Viaje com uma boa leitura

E se a proposta é compartilhar a leitura, a Editora lançou mais uma ideia que está rendendo bons frutos. Em 2015, em uma parceria com a empresa Rota Transportes, foi criado o projeto No caminho tem um livro, que leva leitura aos ônibus que circulam entre as cidades de Itabuna e Ilhéus.

Nos 16 veículos que fazem parte da iniciativa, as obras são deixadas em bolsões especiais nas traseiras dos bancos. Os leitores também podem pegar um livro a qualquer momento e ler em casa, mas sempre tendo em mente que é preciso devolver. Para isso há pontos de coleta espalhados pelas cidades (em Ilhéus, na rodoviária, e em Itabuna nos postos da Rota do CNPC, da rodoviária e saída para Ilhéus) e há uma urna na Universidade para o depósito dos títulos.

Nos bolsões dos ônibus, livros de diversas áreas

Nos 16 veículos que fazem parte da iniciativa, as obras são deixadas em bolsões especiais nas traseiras dos bancos / Foto: Editora Editus

As duas ideias foram tão bem recebidas que acabaram incentivando um outro movimento: o da doação. Muita gente já contribuiu e as portas estão sempre abertas para receber mais livros (com exceção de didáticos), mas é importante lembrar que eles devem estar em bom estado de conservação. As doações podem ser entregues na sede da Editus (3º andar da Torre Administrativa da Uesc) ou deixada em uma das urnas.

Conscientização

Sobre a devolução e conservação dos livros, a Editus entende que o processo de conscientização é lento, mas acredita no indivíduo e no seu compromisso em compartilhar a leitura.

Juliana Oelsner e Isabella Rabello, estudantes de Comunicação Social, reconhecem o valor dos projetos e sugerem um trabalho mais intenso para o cuidado e devolução das obras, assim como a estudante de História Ingrid Araújo, que destaca que o apoio de todos é fundamental.

Juliana Oelsner, estudade de Comunicação Social da Uesc (1) - Cópia

Juliana Oelsner, estudantes de Comunicação Social da Udesc / Foto: Editora Editus

E é justamente para chamar a atenção sobre isso que um grupo de estudantes tem surpreendido os passageiros nos pontos de ônibus de Ilhéus e Itabuna. Nas intervenções, o pessoal da TV Uesc, do Proler e da Rádio Uesc mostram a importância do projeto de um jeito sempre especial e aproveitam para agradecer a contribuição de todos.

Para conhecer mais sobre ações basta acessar o site www.uesc.br/editora e acompanhar sempre as novidades na FanPage da Editus.

E então, que tal um livro agora?

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Unirio recebe roda de conversa sobre literatura infantil

Próximo post

Restaurante universitário da Uerj não tem previsão de reabertura

Sem comentários

Deixe uma resposta