0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

“Se o cara é inocente, paga mais, porque é bem mais complicado defendê-lo”. É exatamente esse o clima do livro! O advogado Michael Haller, personagem principal, é atormentado por um único medo: o de não reconhecer a inocência quando está diante de uma. Essa característica do personagem é genial, porque dá o mote para que toda a trama do livro se desenrole em um viés muito mais dramático, pois a indignação perante a injustiça é um sentimento comum a todo ser humano.

Scott Turow, na quarta capa do livro, diz: “Michael Connelly está à vontade no mundo dos advogados de defesa.” E está mesmo! É um verdadeiro show de pesquisa e de escrita, pois, embora a primeira metade da história dê a impressão de que é apenas mais um livro sobre advogados, há uma excelente reviravolta na trama em que é impossível não dizer “uau!”.

Michael Haller tem uma personalidade forte e, embora ele seja advogado de defesa (ou seja, trabalhe para atenuar a pena dos presos ou até liberá-los da prisão), é impossível não simpatizar com ele. A escolha do ator na adaptação para os cinemas foi bastante acertada, afinal parece que Matthew McConaughey nasceu para este papel. É só olhar sua pose arrogante na capa da nova edição!

O único “porém” foi justamente sobre esta nova edição. A editora Record refez a capa para fazer link com o lançamento do filme nos cinemas, o que é um atrativo, mas não mudou o miolo! Ou seja, a capa foi reformulada, mas não o reimprimiram com as novas regras de ortografia e, além disso, a versão impressa foi a mesma da edição anterior, então, em cima da mancha nas páginas pares do livro, ainda está o título anterior “Advogado de porta de cadeia”, o que é um pouco confuso.

O livro conta a história de um mauricinho milionário que cai em uma cilada ao ir ao apartamento de uma prostituta, e acaba sendo acusado de agressão por ela. Para tentar se livrar da cadeia, ele contrata os serviços de Michael, um advogado que não liga muito para escrúpulos. Entretanto, o que parecia ser um caso fácil acaba se tornando uma questão de vida ou morte para Heller, até então acostumado a resolver tudo com muito “jeitinho”.

Um livro eletrizante, que joga luz no mundo do direito criminal mostrando que nada é tão bonito quanto parece – basta apenas você ter dinheiro suficiente para manter as aparências.

 Editora: Record

Autor: Michael Connelly

Ano: 2011

Edição: 1

Número de páginas: 460

Veja no Skoob

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

O Amor nos tempos verbais

Próximo post

O Segredo de Seus Olhos

Sem comentários

Deixe uma resposta