0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Da Coordenadoria de Comunicação da UFRJ

Maior museu de História Natural e Antropologia da América do Sul abre suas portas, de 22 a 24 de agosto, com programação gratuita especial, na Quinta da Boa Vista.

Em comemoração aos 196 anos de sua criação, o Museu Nacional/UFRJ, na Quinta da Boa Vista, apresenta o evento especial de aniversário Ciência, História e Cultura na Quinta da Boa Vista no fim de semana, de 22 a 24 de agosto, de 10h às 16h, com entrada franca! Visitas mediadas, Oficinas e Exposições integram as atividades que levam o visitante a uma viagem pelo maior museu de História Natural e Antropologia da América do Sul.

O Museu Nacional/UFRJ foi fundado em 6 de junho de 1818 por D. João VI, com o intuito de promover o progresso cultural e econômico no país. Inicialmente sediado no Campo de Santana, só veio a ocupar o Palácio de São Cristóvão a partir de 1892, três anos após a Proclamação da República.

Atualmente o Museu Nacional integra a estrutura acadêmica da Universidade Federal do Rio de Janeiro e detém a maior coleção de História Natural e Antropologia da América do Sul. As peças que compõem as exposições abertas ao público são parte dos 20 milhões de itens das coleções científicas conservadas e estudadas pelos Departamentos de Antropologia, Botânica, Entomologia, Geologia e Paleontologia, Invertebrados e Vertebrados.

SERVIÇO

Ciência, História e Cultura na Quinta da Boa Vista
196 anos do Museu Nacional/UFRJ
Quinta da Boa Vista – Bairro Imperial de São Cristóvão – Rio de Janeiro
De 22 (sexta) a 24 (domingo) de agosto de 2014, das 10 às 17 horas.
As atividades se repetem ao longo do dia e a inscrição é por ordem de chegada.

ENTRADA FRANCA

Telefone: 21 3938-6906 | 3938-6916
eventos@mn.ufrj.br
www.museunacional.ufrj.br
Twitter: @MuseuNacional
Assessoria de Imprensa: imprensa@mn.ufrj.br

PROGRAMAÇÃO

Museu Nacional 2

VISITA GUIADA AO PALÁCIO DE SÃO CRISTÓVÃO

Coordenadora: Regina Dantas

A visita propõe-se a mostrar ao visitante uma percepção diferenciada das instalações, chamando a atenção para os vestígios arquitetônicos que remontam a constituição do Palácio durante o período em que serviu como moradia Real e Imperial.

VISITAS GUIADAS AO HORTO BOTÂNICO

Coordenadora: Cristiana Koschnitzke

Visitas monitoradas pelas trilhas do Horto Botânico do Museu Nacional onde serão destacadas determinadas árvores e suas principais características, enfocando também assuntos ambientais. Serão realizadas oficinas com assuntos referentes à Botânica.

AUDIOGUIA DO MUSEU NACIONAL

Coordenador: Antonio Ricardo Pereira de Andrade

Divulgação e apresentação do AUDIOGUIA experimental de auxílio à visitação das exposições do Museu Nacional.

BRINCANDO NO MUSEU NACIONAL

Coordenador: Antonio Ricardo Pereira de Andrade

Apresentação da plataforma experimental de jogos para crianças, inspirados na história e nas coleções do Museu Nacional.

MOSTRA CONHECENDO OS BESOUROS

Coordenadores: Marcela L. Monné e Allan Carelli

A mostra tem a pretensão de estimular as pessoas a entender um pouco mais a respeito dos insetos, sua diversidade, biologia e hábitos alimentares; no banner terá explicação sobre a morfologia. Teremos lupas para que possam observar os besouros com mais detalhe.

SUBFILO CRUSTACEA: SUCESSO EVOLUTIVO E IMPORTÂNCIA ECONÔMICA E ECOLÓGICA

Coordenadores: Cristiana Silveira Serejo, Irene Azevedo Cardoso e Mônica Glória Pereira de Moura

Apresentação do acervo do Subfilo Crustácea da exposição de invertebrados do Museu Nacional, onde aspectos como o sucesso evolutivo e a importância econômica e ecológica serão abordados. Também estará a disposição, exemplares dos grupos menos conhecidos do grande público, para observação com o auxílio de microscópio estereoscópio. Atividades lúdicas também contemplarão a nossa participação, como por exemplo, pintura facial. Material informativo como folder e gibi será distribuído aos visitantes com o objetivo de disseminar informações sobre os crustáceos entre o público em geral.

CIÊNCIA ATÉ OS OSSOS

Coordenadore: Silvia Reis, Evelyne Azevedo, Sandra Ferreira, Adilson Dias Salles, Claudia Rodrigues Carvalho

Caixa de escavação, esqueleto de almofada para montar e divulgação da exposição Por dentro das múmias e do projeto Ciência até os Ossos.

OS INSETOS QUE VIVEM NA ÁGUA

Coordenadores: Leonardo Henrique Gil Azevedo, Rachel Alexandre de Carvalho e Ana Luiza Anes Pimenta

Mostrar de uma parte da diversidade de insetos que utilizam o ambiente aquático em alguma etapa do seu ciclo de vida, mostrando como seu desenvolvimento ocorre e quais as estratégias utilizadas pelos insetos para viver no ambiente aquático. Para isso, serão utilizados caixas entomológicas, aquários contendo alguns representantes vivos e material didático audiovisual e textual.

A COLEÇÃO DE PEIXES DO MUSEU NACIONAL: DIVERSIDADE MORFOLÓGICA, ELÉTRICA E MOLECULAR

Coordenadores: Marcelo R. Britto e Paulo Andreas Buckup

Será demonstrada ao público a diversidade de formas de alguns peixes do acervo do Museu Nacional: os sinais elétricos emitidos por peixes vivos, que usam a eletricidade como mecanismo de comunicação (amplificados de forma a serem escutados), e o uso da diversidade molecular (DNA) na identificação de espécies de peixes.

MAGIA ANTIGA

Coordenadores: Silvia Reis, Claudia Rodrigues Carvalho, Evelyne Azevedo, Sandra Ferreira, Adilson Dias Salles.

Laboratório ARGO: estande sobre magia na antiguidade e cultura material clássica na coleção do Museu Nacional.

ARQUEOBOTÂNICA: PISTAS PARA O PASSADO

Coordenadora: Rita Scheel-Ybert

Serão feitas exposições e atividades relativas à presença de vestígios de plantas em sítios arqueológicos, sua interpretação e significado. Neste sentido, serão feitas exposições de: (1) painel interativo com o tema de fogo e vegetação para fotografia; (2) modelo em tamanho real de uma fogueira, a ser contraposto (relacionado) com o vestígio da fogueira na exposição; (3) banners explicativos; (4) modelo em tamanho reduzido de um perfil de sambaqui, com indicações de estratigrafia; (5) apresentação de filme explicativo em computador.

EXPOSIÇÃO ONDE TUDO COMEÇOU: DA PRÉ-HISTÓRIA À HISTÓRIA

Coordenadora: Martha Locks

Exposição sobre Arqueologia, Biologia, Ecologia, História e Geografia, com atenção especial a Educação Patrimonial e Ambiental. Contém telas com reprodução de pinturas rupestres, gruta inflável com pinturas rupestres, réplicas de peças manufaturadas pelo Homem Pré-Histórico, réplicas de artefatos históricos, e informações disposta em banners sobre a construção do nosso passado. Oficinas de: pinturas rupestres, simulação de escavação, jogo histórico, mapa arqueológico interativo, vídeo.

INSETOS: UM MUNDO EM MINIATURA

Coordenadora: Barbara Proença

A exposição visa aproximar o público do mundo dos insetos, mostrando sua variedade tanto de forma, cor e tamanho, de forma a ampliar o conhecimento sobre esses animais tão complexos. Serão mostrados vídeos e fotos de insetos em computador e banner, coleções de insetos, além de exemplares em lupa e microscópio para observação. O stand conta ainda com uma área recreativa, para crianças, com jogos interativos e educativos.

CONHECENDO A HERPETOLOGIA

Coordenadores: Rafaella Garbin e Thiago Silva Soares

Atividade expositiva e educativa para trazer ao conhecimento do público características gerais dos anfíbios e répteis, seus grupos, formas de identificação, alimentação, ameaças e curiosidades.

“QUEM É ESSE DINOSSAURO?”

Coordenadores: Priscila Paulino, Dayana Renalli Fausto e Igor Rodrigues

Serão realizadas diferentes atividades: um jogo recreativo de encaixe sobre a imagem do Maxakali; Um jogo Viagem pela História da Terra, que é um jogo de tabuleiro, neste caso feito com EVA e outros materiais, que conta a história da vida na Terra dentro da escala geológica; Um vídeo interativo com a exposição do Museu Nacional com ênfase na Sessão de Paleontologia (o projeto “DINOS VIRTUAIS”); Uma oficina de modelagem virtual; exposição de moldes, réplicas e fósseis; Também visitas guiadas; Planetário inflável do MAST que aborda a temática da Geologia, com ênfase nas camadas da terra, tempo geológico, etc… Exposição de Paleoarte do Paleoartista Maurílio Oliveira. (Somente Sexta-feira, 22/08).

EXPOSIÇÃO “ROQUETTE PINTO E A COMISSÃO DE CENSURA CINEMATOGRÁFICA”

Coordenadora: Maria das Graças Freitas Souza Filho

Exposição de documentos impressos, manuscritos, peças tridimensionais e fotografias.

HERBÁRIO? O QUE É ISSO?

Coordenadora: Margareth Coutinho de Oliveira

Visita guiada ao herbário e oficina de montagem de exsicatas e atividades.

PALINOLOGIA: VOCÊ SABE O QUE É?

Coordenadora: Cláudia Barbieri Ferreira Mendonça

Mostra de fotos e imagens de atividades em palinologia. Através de exposição de quadros e infográficos que retratem a rotina da pesquisa em palinologia desde a coleta até análises laboratoriais, um mediador apresentará a palinologia como ciência investigativa e suas diferentes aplicações. A atividade visa contribuir para o aumento do conhecimento sobre as atividades realizadas pelo Laboratório de Palinologia como parte da pesquisa científica desenvolvida no Museu Nacional, bem como incentivar em jovens e crianças o interesse pela ciência.

EXPOSIÇÃO ITINERANTE PROJETO ILHAS DO RIO

Coordenadores: Renata dos Santos Gomes e Fernando Coreixas de Moraes

O Projeto Ilhas do Rio sobre o Monumento Natural das Ilhas Cagarras possui uma exposição itinerante, um caminhão com baú adaptado, onde são expostos os animais coletados nas Ilhas e depositados na Coleção Didático/Científica da SAE-MNRJ. Os animais são conservados em álcool, secos ou taxidermizados e exibidos ao público com ajuda de estagiários e voluntários. A atividade conta ainda com exibição de vídeo e fotografias do MoNa Cagarras.

MUSEU NACIONAL: ESPAÇO DE IDENTIDADE, MULTIPLICIDADE E COESÃO CULTURAL

Coordenadores: Guilhermina Guabiraba Ribeiro, Andréa Fernandes Costa, Sheila Nicolas Villas Boas, Fernando Coreixas de Moraes e Renata dos Santos Gomes

A atividade tem como objetivo motivar os visitantes do Museu Nacional a refletir sobre nossas origens e sobre as identidades construídas por meio do contato entre as diferentes culturas. Para tanto, mediadores utilizarão recursos teatrais, figurinos e narrativas contadas por personagens criados com base nas informações, objetos e outros elementos de diferentes culturas representadas nas exposições do MN. Os mediadores permanecerão nos espaços expositivos do MN buscando estabelecer um diálogo com os visitantes, promovendo a interação entre destes com os objetos em exposição, bem como também a interação entre os próprios visitantes.

AS AVES BRASILEIRAS E SEUS (EN)CANTOS

Coordenadores: Guilhermina Guabiraba Ribeiro, Andréa Fernandes Costa, Sheila Nicolas Villas Boas, Fernando Coreixas de Moraes e Renata dos Santos Gomes

A proposta educativa “As aves brasileiras e seus (en) cantos” abordará aspectos relacionados às aves que se encontram na exposição “Aves do Museu Nacional”, buscando dar mais visibilidade ao referido espaço expositivo e ao acervo nele exposto. Por meio da mediação humana e do uso de equipamentos eletrônicos que possibilitarão o acesso dos visitantes aos cantos de uma parte dos espécimes que fazem parte da referida exposição, pretende-se promover uma maior interação do público com o acervo, bem como ampliar seu interesse e contato em relação a uma parcela importante da fauna brasileira. Ao explorar outros sentidos além da visão, como o tato e a audição, buscaremos favorecer o acesso das pessoas que possuem algum tipo de deficiência.

AS PLANTAS E OS USOS INDÍGENAS

Coordenadores: Guilhermina Guabiraba Ribeiro, Andréa Fernandes Costa, Sheila Nicolas Villas Boas, Fernando Coreixas de Moraes e Renata dos Santos Gomes.

A proposta educativa “As plantas e os usos indígenas” apresentará ao público visitante alguns dos artefatos indígenas elaborados a partir da utilização das plantas. A atividade busca incentivar o público a conhecer um pouco mais suas riquezas naturais e culturais no Brasil. Disponibilizaremos plantas, frutas, sementes e artefatos indígenas de modo que os elementos estejam separados por: matéria-prima e produtos gerados.

Mostra “Bichos pra ver, tocar e aprender! – A BIODIVERSIDADE NA COLEÇÃO DIDÁTICA E CIENTÍFICA DA SAE

Coordenadores: Guilhermina Guabiraba Ribeiro, Andréa Fernandes Costa, Sheila Nicolas Villas Boas, Fernando Coreixas de Moraes e Renata dos Santos Gomes

A atividade consiste na realização de uma mostra composta por itens da Coleção Didática e Científica da SAE. A mesma pretende despertar e estimular o desejo do público no que diz respeito à valorização e preservação da biodiversidade. A exposição de material zoológico da Coleção da SAE encanta crianças, jovens e adultos diante da possibilidade de verem de tão perto e com riqueza de detalhes animais de diferentes espécies. Alguns itens da Coleção podem ser tocados, favorecendo o contato dos diferentes públicos com o mesmo, possibilitando, inclusive, que pessoas com alguma deficiência visual também possam usufruir o que está exposto. A realização de uma mostra da Coleção Didático-Científica da SAE na área externa, no Parque da Quinta da Boa Vista, tem como intuito criar conexões com o público que não frequenta o Museu Nacional, estimulando a visitação.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Concursos públicos

Próximo post

Projeto Mais Diferença

Sem comentários

Deixe uma resposta