0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

kindle3_diorio575

Foto: J F Diorio/Estadão

Por Maria Fernanda Rodrigues, do Estadão.

Chega ao Supremo Tribunal Federal a discussão sobre o que é um livro. Está prevista para o dia 17 a votação da isenção tributária para livros eletrônicos, como já ocorre com o impresso. O objeto em debate será a “Enciclopédia Jurídica Eletrônica e o CD ROM em que as informações culturais são gravadas”. Trata-se de um embate entre a Elfez Edição Comércio e Serviços Ltda. e o Estado do Rio de Janeiro, mas a União e a Associação Nacional dos Editores de Revistas e também o Sindicato Nacional de Editores de Livros foram aceitos no processo como “amicus curiae”. O parecer da Procuradoria Geral da União é que a imunidade seja negada. No entanto, se passar, a decisão beneficiará os livros digitais, e eles podem ficar mais baratos.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

José Francisco de Almeida Pacheco, idealizador da Escola da Ponte

Próximo post

Google Docs agora pode transformar arquivos em um Ebook

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *