0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+
Biblioteca funciona atualmente das 7h30 às 21h30, em Rio Branco (Foto: Reprodução/Google Maps)
Biblioteca funciona atualmente das 7h30 às 21h30, em Rio Branco (Foto: Reprodução/Google Maps)

Por Iryá Rodrigues, do G1 AC

Atualmente funcionando das 7h30 às 21h30, a Biblioteca Pública do Estado do Acre pode vir a ser uma das primeiras do país, segundo a diretora do espaço, Helena Carloni, a funcionar 24 horas por dia. Segundo a gestora, a pedido do governador Tião Viana (PT-AC), a proposta está sendo estudada, mas ainda não tem uma data para ocorrer.

“O governador quer que a biblioteca abra até a meia noite para depois passar a funcionar 24 horas. Estamos fazendo um planejamento para que isso aconteça. Não existe um prazo certo ainda. Um estudo está sendo feito para ver a viabilidade, porque caso seja aprovado, vamos ter que contratar mais pessoas, entre outras coisas. Pela vontade do governador, no próximo mês a biblioteca já abriria”, diz a diretora.

Ao menos 600 pessoas utilizam os serviços da biblioteca diariamente e segundo Helena, basta estar aberta que a instituição tem demanda de público.

“Quando a gente chega de manhã para abrir a biblioteca já tem gente esperando, e quando vamos fechar, precisamos avisar e pedir que as pessoas concluam suas atividades, para que seja possível. Então demanda sempre tem”, explica.

A gestora enfatiza ainda o caráter inovador do projeto. “A maioria das bibliotecas públicas não abre nem os três períodos [manhã, tarde e noite]. Existem as bibliotecas universitárias, mas também são poucas. Não resta dúvida de que é sempre um benefício para a população. Caso a gente resolva abrir 24 horas, e não dê certo, o jeito é fechar, mas por isso que é feito o estudo, para ir com cuidado e não ter um gasto desnecessário”, finaliza.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Secretaria de Estado de Cultura lança edital de fomento à Cultura Afro

Próximo post

Ninho de livros populariza leitura no Rio

Sem comentários

Deixe uma resposta