9
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Em uma sociedade democrática, a escolha dos representantes políticos assume papel fundamental. Durante as últimas décadas, o voto direto foi um fator de avanço no crescimento e indicação da cidadania, a partir do exercício do direito de eleger e ser eleito, no direito livre de associação e na liberdade de imprensa e expressão.

No Brasil, contudo, verifica-se haver certa dificuldade para a escolha de candidato nas eleições em geral, em virtude da quantidade de partidos e, consequentemente, candidatos existentes. Atualmente, existem trinta e cinco partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral[1] e, desses, vinte e três possuem representantes no Congresso Nacional.

A participação efetiva do povo no processo político é fundamental para a democracia na gestão pública, mas a maioria dos eleitores brasileiros votam em candidatos mais conhecidos positivamente, esse comportamento é baseado na percepção pessoal de cada eleitor.

A mídia, em suas diferentes formas, representa uma importante fonte de informação e de conhecimento, porquanto está sempre presente no cotidiano da sociedade. Entretanto, não é neutra e tem o poder de influenciar a população de acordo com seus interesses.

Hoje em dia são evidentes tanto a informação quanto a desinformação, o que acaba prejudicando o eleitor na escolha de seu candidato, isso decorre em boa medida das mídias em massa. Com o acesso à internet, jornais, revistas, canais de televisão, entre outros, o cidadão defronta-se com uma vasta gama de fontes de informação e conhecimento, cabendo-lhe julgar e ser crítico diante das informações que se recebe, sejam elas verdadeiras ou falsas.

As pessoas precisam saber buscar, avaliar e selecionar a informação a fim de obter empoderamento, pois é através dele que a cidadania pode ser efetivada. Por isso, é imprescindível avaliar, conhecer e buscar a informação em fontes confiáveis para diferenciar o verdadeiro do falso, as quais devem ser baseadas no histórico de cada candidato para votar e assim eleger um representante político, pois somos responsáveis por quem votamos e também em cobrar as ações feitas por eles depois da eleição.

O contexto político nacional é de constantes denúncias de corrupção, exigindo do eleitorado uma escolha mais consciente de representantes políticos com efetiva ficha limpa, de maneira a corrigir os prejuízos decorrentes das eleições passadas e a propiciar o bem da sociedade civil.

Para que o Brasil continue a ser um país democrático garantindo liberdade de expressão, direito ao voto e à informação, o cidadão brasileiro precisa estar munido de informações sobre partidos e candidatos a fim de eleger de forma coerente seus representantes.

O objetivo deste artigo é apresentar um elenco de fontes de informação, devidamente analisadas em seus aspectos voltados à confiabilidade, que podem colaborar para um conhecimento mais amplo do cenário político contemporâneo contribuindo para que o cidadão comum se torne competente em informação e possa tomar decisões mais conscientes na hora do voto.

Ser competente é ter a capacidade de ativar e de usar o conhecimento. Competência em informação é uma área fundamental na sociedade da informação e do conhecimento, sobretudo porque envolve conjuntos de ideias em relação ao conhecimento aplicado para interpretar e compreender situações ou fenômenos. Sua principal função é intensificar as competências dos sujeitos sociais, tornando-os competente em informação.

Qualquer tomada de decisão deve englobar um vasto conhecimento do problema, de tal forma que ao investigar e assimilar, já se está apto a elaborar uma solução. A tomada de decisão realiza-se de forma quase automática para escolhas simples do dia a dia, que não exigem de nenhum raciocínio significativo, mas de escolhas entre coisas distintas, ou seja, nas escolhas que realmente farão diferença o método deve ser mais ponderado.

Portanto, a escolha de um candidato nas eleições está expressamente ligada com a tomada de decisão, haja vista que da pesquisa da ficha do candidato ou das informações do seu atual trabalho, é que se chega à conclusão se ele é merecedor do voto.

O contexto informacional contemporâneo oferece um amplo leque de opções para a busca e acesso de informações sobre a atuação política de candidatos e partidos. Com a finalidade de auxiliar tanto o bibliotecário enquanto mediador da informação, quanto ao interagente interessado em ampliar seus conhecimentos sobre o tema para subsidiar sua escolha nas eleições, apresentamos a seguir algumas fontes de informação disponíveis na Web, avaliadas sob critérios de qualidade apresentados por Tomaél (2008)[2].

Ranking Políticos:

Tem como objetivo oferecer informação para ajudar o eleitor de forma objetiva a votar melhor. Usando dados públicos de diversas fontes para dar ou tirar pontos dos políticos brasileiros. De modo, que ao clicar no político, aparecem todos os pontos ganhos e perdidos, ou seja como ele está em cada critério estabelecido pelo site, por exemplo, presença nas sessões, participação pública, processos judiciais, entre outros.

Análise: Arquitetura da informaçãoA usabilidade do Ranking Políticos, tem interface amigável, possibilitando assim um fácil manuseio na página inicial, facilitando a navegação e a localização das informações. Possui uma linha do tempo interativa, contendo informações sobre a criação do Ranking Políticos. A organização de todo seu conteúdo, está disposta em categorias adequadas, sejam elas, todas as informações do site e seu produto final que é o ranking dos políticos. Todos os itens de navegação contendo links, imagens, vídeos e áudios estão funcionando corretamente e contém harmonização do conteúdo. Sua rotulagem de identificação de conteúdos, fluxo da navegação e linguagem, estão de acordo para o entendimento do interagente.

Aspectos Intrínsecos – A precisão da informação é confiável e verossímil, pois todos os dados são resgatados diretamente do site do Congresso. Suas informações possuem clareza e fácil compreensão, pois os dados apresentados são possíveis de serem interpretados através do texto informado. Da sua consistência e relevância, a fonte atende aos objetivos propostos com relação a inclusão de toda a informação a que se propõe, com os dados atualizados. Sobre a atualização do site, ele indica a última atualização de cada informação sobre o político, mas não há indícios de que haja manutenção da fonte constantemente.

Credibilidade – A fonte é uma criação independente de administradores com iniciativa particular.

Aspectos de compartilhamento – O Ranking Políticos, permite a contribuição do interagente para o desenvolvimento de informações na fonte, porém são avaliadas antes de serem disponibilizadas.

Vote na Web:

Seu objetivo é aumentar a politização da sociedade, oferecer uma maneira fácil de acompanhar, votar e debater sobre o trabalho dos políticos, e criar um ambiente favorável ao diálogo entre parlamentares e cidadãos. A fonte traz informações sobre o partido político, projetos cadastrados, ranking, sua aceitação para com os eleitores, entre outras dos Senadores, Deputados e Presidentes. Ainda informa sobre os projetos de Lei que estão em andamento ou que foram aprovados/recusados no Senado ou Câmara dos Deputados.

Análise: Arquitetura da informaçãoA usabilidade do Vote na Web, não tem interface amigável, pois contém muitas informações o que acaba confundindo a navegação e a localização das informações. A organização do conteúdo final que são as informações dos políticos, estão dispostas em categorias adequadas. Basta clicar no link políticos e ali é possível escolher entre: todos os políticos, Senadores, Deputados e Presidentes, para ter mais informações. Além do mais, a fonte disponibiliza um menu com informações sobre Projetos de Lei, onde é possível identificar os projetos aprovados, reprovados, em andamento e arquivados. Todos os itens de navegação contendo links e imagens, estão funcionando corretamente e contém harmonização do conteúdo. Sua rotulagem de identificação de conteúdos, fluxo da navegação e linguagem, estão de acordo para o entendimento do interagente.

Aspectos Intrínsecos – A precisão da informação é confiável e verossímil, pois todos os dados são resgatados diretamente do site do Congresso Nacional. Suas informações possuem clareza e fácil compreensão, pois os dados apresentados são possíveis de serem interpretados. Da sua consistência e relevância, o site inclui toda a informação a que se propõe disponibilizar, com os dados atualizados, onde fica explícito a contribuição e a opnião dos cidadãos. Sobre a atualização dos dados, não são indicadas datas, mas há indícios de atualização frequente das informações sobre os políticos.

Credibilidade – A fonte informa sua autoridade apresentando os membros da equipe. O projeto foi desenvolvido por uma empresa de softwares composta por estudantes de direito, jornalistas, publicitários, programadores e designers.

Aspectos de compartilhamento – O Vote na Web, permite a contribuição do interagente através de voto direto na fonte, porém contém termos de uso e privacidade.

Meu Congresso Nacional:  

Tem como objetivo aumentar a transparência e levar à população informações como, partido, Estado, gastos, dias em exercício, entre outros sobre as atividades dos políticos e candidatos. A fonte ainda disponibiliza informações sobre o Impeachment e a Operação Lava Jato.

Análise: Arquitetura da informaçãoA usabilidade do Meu congresso nacional, tem interface amigável, possibilitando assim um fácil manuseio na página inicial, facilitando a navegação e a localização das informações. Possui um mapa que possibilita a escolha de seu Estado com as informações de todos os senadores e deputados em atual mandato. A organização de todo seu conteúdo, está disposta em categorias adequadas, onde é possível fazer a consulta por Estado, ou clicando diretamente na escolha por Senadores ou Deputados. Até o momento da análise, as informações sobre as eleições 2016 não haviam sido atualizadas. Todos os itens de navegação contendo links, estão funcionando corretamente e contém harmonização do conteúdo. Sua rotulagem de identificação de conteúdos, fluxo da navegação e linguagem, estão de acordo para o entendimento do interagente, porém alguns dados não estão atualizados.

Aspectos Intrínsecos – A precisão da informação é confiável e verossímil, pois todos os dados são abertos e disponibilizados pelo Governo Federal, entre eles o Tribunal Superior Eleitoral, Câmara dos Deputados, Senado Federal e Receita Federal. Suas informações possuem clareza e fácil compreensão, pois os dados apresentados são possíveis de serem interpretados através do texto informado. Da sua consistência e relevância, o site inclui toda a informação a que se propõe disponibilizar, mas até o momento da análise a fonte não havia sido atualizada para as eleições 2016, entretanto isso não impedia de consultar informações sobre os políticos em atual exercício. Sobre a atualização do site, ele não indica a data da última atualização das informações, mas há indícios de que haja manutenção da fonte constantemente.

Credibilidade – É um site sem fins lucrativos, desenvolvido por pesquisadores da área de Ciências da Computação. O responsável pelo projeto é um professor universitário que conta com o apoio de colaboradores e parceiros para expandir o projeto.

Aspectos de compartilhamento – O Meu congresso nacional, não permite a contribuição direta do interagente para o desenvolvimento de informações na fonte.

Transparência Brasil:

Seu objetivo é promover a defesa do interesse público por meio da edificação da integridade do Estado brasileiro e o combate à corrupção. Apontando projetos, votações, gastos e assiduidade dos deputados federais e senadores do seu Estado.

Análise: Arquitetura da informaçãoA usabilidade do Transparência Brasil, tem interface amigável, porém para consultar informações sobre os candidatos, é necessário clicar no link Projetos, que remete a três ferramentas onde contém diferentes informações. Atualmente os projetos ativos são: Ás claras, Excelências e Meritíssimos. Todos os itens de navegação contendo links e imagens, estão funcionando corretamente e contém harmonização do conteúdo. Sua rotulagem de identificação de conteúdos, fluxo da navegação e linguagem, estão de acordo para o entendimento do interagente.

Aspectos Intrínsecos – A precisão da informação é confiável e verossímil, pois todos os dados são resgatados diretamente do Senado Federal, Câmara dos Deputados, Tribunais de Justiça e Tribunais de Contas. Suas informações não possuem muita clareza, em virtude de a maioria dos dados serem apresentados em gráficos. Da sua consistência e relevância, o site inclui toda a informação a que se propõe disponibilizar, com os dados atualizados. Sobre a atualização do site, ele indica a data da última atualização de cada informação e há indícios de que haja manutenção da fonte constantemente.

Credibilidade – A fonte é uma organização independente e autônoma, fundada por um grupo de indivíduos e entidades não-governamentais. A equipe é formada por empresários, advogados, jornalistas, administradores e professores universitários.

Aspectos de compartilhamento – O Transparência Brasil não permite a contribuição do interagente para o desenvolvimento de informações na fonte.

Todos os projetos partiram de iniciativas democráticas e possuem objetivos parecidos: fornecer informações sobre os políticos para os eleitores de maneira interativa, utilizando de dados públicos de diversas fontes. São ferramentas úteis que esperamos contribuam para o despertar da politização da sociedade, fortalecendo a democracia a partir de eleitores mais conscientes e melhor informados.

[1] Disponível em: https://www.tse.jus.br/partidos/partidos-politicos/registrados-no-tse. Acesso em: 17 mar. 2016.

[2] TOMAEL, M.I. (org.). Fontes de informação na internet. Londrina: EDUEL, 2008.


Este texto é tem co-autoria de: Viviane Formighieri Muller.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

The Librarians

Próximo post

A leitura e a escrita

Sem comentários

Deixe uma resposta