0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Leonardo Neto, do PublishNews

No dia 11 de novembro de 2014, ou seja, há quase dois anos exatos, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) publicava no Diário Oficial da União o resultado da avaliação pedagógica das obras selecionadas para o Programa Nacional Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). A compra, no entanto, ficou todo esse tempo empacada.

Em agosto do ano passado, o então secretário-executivo do Ministério da Educação (MEC), ao qual o órgão é vinculado, chegou a declarar que havia a chance de a compra ser realizada era muito pequena.

No entanto, no final de setembro de 2016, surgiu uma luz no fim do túnel. Conforme o PublishNews noticiou em primeira mão, o PNAIC foi retomado e, desde a última sexta-feira (4), o FNDE está negociando com editores a compra dos exemplares dos 211 títulos de literatura destinadas aos alunos do 1º, 2º e 3º anos do ensino fundamental, matriculados nas escolas públicas que integram os sistemas de educação, federal, estadual, municipal e do Distrito Federal.

Em 2013, a última edição do PNAIC, o FNDE comprou mais de 10 milhões de exemplares, beneficiando 8 milhões de alunos e totalizando um investimento de R$ 38,2 milhões só na aquisição de livros. Os números de compras desta edição do programa, no entanto, ainda não foram divulgados.

Mais de uma centena de editoras tiveram livros selecionados para o programa. Entre elas, grandes grupos como Somos Educação (hoje consolidado, contanto com livros selecionados da Ática, Scipione, Saraiva e Érica), FTD, Grupo Companhia das Letras e Grupo Editorial Record e editoras menores como Hedra, Aletria, 34, Peirópolis e até da finada Cosac Naify.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Festa Literária das Periferias celebra 50 anos da Cidade de Deus

Próximo post

MinC divulga OS que vai gerir a Cinemateca Brasileira

Sem comentários

Deixe uma resposta