0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Da France Presse

A Feira do Livro de Frankfurt, a maior do mundo, aposta neste ano nas novas tecnologias, convocadas a revolucionar o mundo da edição, e seus visitantes poderão conhecer óculos de realidade virtual, uma aula interativa e impressões em 3D.

Para os organizadores da Feira, que começa nesta quarta-feira (19) e vai até 23 de outubro, o objetivo é explorar os vínculos entre arte e tecnologia, para permitir que os 275 mil visitantes esperados mergulhem em universos até agora acessíveis apenas através da leitura.

O livro do artista taiwanês Jimmy Liao “All my world is you” (“Meu mundo é você”) ganha vida quando o leitor coloca óculos de realidade virtual, que lhe permitirão interagir com a heroína da obra, uma misteriosa menina a quem se deve fazer sorrir.

Os convidados de honra deste ano, Flandres e Holanda, criaram suas próprias experiências deste tipo.

Uma delas permitirá que o visitante viva na pele de uma menina ou de seu pai depois do falecimento de um membro da família.

“A literatura não existe apenas nas páginas” de um livro, afirma Suzanne Meeuwissen, da Fundação Holandesa para a Literatura, colocando como exemplo o Prêmio Nobel de Literatura concedido ao cantor e compositor americano Bob Dylan.

A realidade virtual é uma nova forma de expressão “para os autores e os artistas que querem explorar este novo terreno que pouco conhecem”, explicou Meeuwissen.

Inteligência artificial e 3D
Os editores especializados em educação também apostam nas novas tecnologias, seja de aplicativos que convertem os manuais em objetos interativos ou na impressão em 3D para reproduzir órgãos em cursos de biologia.

Os visitantes também poderão observar uma “sala de aula do futuro”, na qual estudantes e professores testarão diferentes inovações educacionais.

A questão de saber se estas novas ideias serão geradoras de receitas para o mundo editorial estará no centro dos debates profissionais que ocorrem durante a Feira.

Estas ideias inovadoras geram tanta curiosidade e esperança que o espaço chamado “Arts” que ocupam neste ano constitui quase “uma Feira dentro da Feira”.

O vice-presidente do Salão, Holger Volland, destaca que a Feira de Frankfurt está baseada no “conteúdo independentemente do formato”, e a seção “Arts” visa analisar “este novo modelo de negócios e as sinergias entre arte e tecnologia”.

Artistas, arquitetos e representantes do mundo inteiro também debaterão os desafios e oportunidades da edição digital com base em experiências concretas.

O Salão do Livro, que tem mais de 500 anos, receberá nesta ocasião a visita do rei da Holanda, Willem-Alexander, e do casal real belga, Filipe e Matilde, que inaugurarão juntos o pavilhão flamengo e holandês da Feira.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Liberada pela Defesa Civil, Biblioteca Demonstrativa do DF segue fechada

Próximo post

Empreendedores levam cultura brasileira a feira internacional em Bogotá

Sem comentários

Deixe uma resposta