0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Sendo o maior acervo do mundo em língua portuguesa e o maior mercado online de livros do País, alcançando a marca de mais de 12 milhões de livros, a Estante Virtual celebra seu aniversário de nove anos com novas experiências para seus clientes. A partir de agora, quem acessar www.estantevirtual.com.br encontrará uma nova plataforma de busca, que permite selecionar o livro entre novo ou usado. O site oficializa, assim, sua entrada no mercado de livros novos, fazendo surgir mais de dois milhões de títulos vindos diretamente dos livreiros.

A pesquisa de qualquer livro no acervo da Estante Virtual passa a ser mais fácil, rápida e intuitiva. Com isso, os mais de dois milhões de livros novos ficarão à disposição dos compradores, aumentando a quantidade e a variedades de livros oferecidos pela Estante. Este novo passo reflete uma realidade que há muito já se vê em sebos de todo o País, que é a venda não só de livros usados, mas também de novos. “As livrarias de novos vêm se concentrando cada vez mais nos mais vendidos, e isso não considera que existe uma imensa demanda por todos os outros títulos; os sebos já perceberam isso há bastante tempo, e hoje, ao invés de venderem só livros usados, atuam em um modelo híbrido, vendendo também livros novos”, afirma André Garcia, criador e diretor da Estante Virtual.

Novas perspectivas

A nova busca é parte de uma série de investimentos que vêm sendo feitos na Estante Virtual. Próximo de completar dez anos de existência, o site passa por mudanças que abrangem as áreas de tecnologia e inovação, recursos humanos e, principalmente, atendimento aos sebos e livreiros. Em comparação com o ano anterior, a Estante Virtual aumentou em 100% seus custos operacionais. No total, já foram investidos mais de R$ 4 milhões na empresa só em 2014.

As novidades no sistema de busca do site são fruto de meses de trabalho, que incluiu uma pesquisa presencial de teste de usabilidade com consumidores convidados e uma versão de testes para um público selecionado, o que possibilitou à equipe de Tecnologia da Informação encontrar a melhor solução para o desafio técnico de colocar no ar a nova busca, que tem especial complexidade em função do gigantismo do acervo. Para continuar aprimorando o novo sistema de busca, os usuários poderão enviar seus comentários e sugerir melhorias, em uma ferramenta exclusiva de contato no site. Só este ano, a Estante Virtual chegou a receber mais de um milhão de buscas por dia e, atualmente, vende, em média, 12 mil livros por dia.

O acervo de 12 milhões de livros da Estante é o maior do Brasil, mesmo comparando com as livrarias de novos, físicas ou virtuais. Tanto em número de exemplares quanto em número de títulos – mais de um milhão deles. André Garcia, destaca: “A bibliodiversidade da Estante é ímpar, não existe nada próximo a ela no Brasil em termos de diversidade de títulos. Até agora estávamos restritos aos usados, que têm um público fiel, mas queremos ir além, potencializando o alcance dos livreiros nos livros novos também.”

O cadastro para novos livreiros também está disponível no site. O plano inicial para quem quer começar a se familiarizar com as vendas online e experimentar o potencial de vendas do site é “Prateleira” e permite o cadastro de até dois mil livros. O livreiro paga uma tarifa de venda de 8% a 12%, conforme o volume de vendas, e ainda uma mensalidade de R$ 42. Existem outras opções, que são Plano Estante e Ilimitado, para acervos maiores.

Por enquanto o cadastro está disponível apenas para Sebos e Livreiros virtuais. Mas em breve o site promete abrir um perfil especial para Livrarias convencionais, que vendem apenas livros novos. “Por conta da imensa concorrência das grandes livrarias, inclusive as online, que muitas vezes vendem livros até mesmo abaixo do preço de custo, as pequenas livrarias ficam em uma posição muito difícil em termos competitivos. Queremos ajudar a contrabalancear esse quadro, dando maior visibilidade para os seus acervos”, avisa o criador do mercado de livros online.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Livro Aberto

Próximo post

Memórias da Ditadura

1 Comentário

  1. 23 de março de 2015 a 18:34 —

    Acredito que há espaço para todos nessa área. Por isso, criamos a Companhia dos Sebos (http://www.ciadossebos.com.br), que está no ar desde janeiro de 2015. Os sebos e livreiros tem agora mais uma opção de ofertar seus itens. Os vendedores tem total acesso aos dados. Outras informações poderão ser obtidas no próprio site, na aba Fale Conosco. Sucesso a todos!

Deixe uma resposta