0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Nomear uma seção de Educação abre um mundo de possibilidades de publicações que, em sete edições da biblioo, não seria possível explorar em sua totalidade. Num esforço de podermos trazer sempre as discussões atuais e as opiniões mais interessantes, em 2011, mês após mês, tentamos diversificar tanto em abordagem como em conteúdo as publicações dessa seção.

A biblioteca, cenário muito mais que desejado para esse tema, esteve presente em várias matérias, afinal, do muito que ainda se precisa discutir sobre ela, alguns tópicos apresentaram avanços nesse ano de 2011. É o caso da Frente Parlamentar em Defesa da Biblioteca Pública (Em defesa da biblioteca pública, out./2011) e da discussão em torno da Biblioteca Escolar que tomou novo fôlego a partir da Lei 12.244 de 2010 (Valorização da biblioteca escolar nov/2011; Dilemas da biblioteca escolar nov/2011; Biblioteca Escolar, Leitura-escrita e Web 2.0 dez/2011).

Outro tema abordado foi a leitura e como é feito seu incentivo no país, uma vez que em setembro tivemos a aderência do Mato Grosso ao Plano Nacional do Livro e da Leitura  (Mato Grosso do Sul adere ao PNLL, nov/2011), o que possibilitou novos argumentos e olhares não só sobre a situação do Mato Grosso especificamente mas também sobre o que esse Plano vem representando de uma forma geral.

Passando do incentivo à leitura para o incentivo ao aprendizado de uma forma geral, trouxemos também a iniciativa do Projeto Ilha Design (Projeto Ilha Design, out/2011) retratando o trabalho que é feito com e para a comunidade escolar da Ilha Grande.

Mudando para a esfera do ensino universitário, muitas notícias nos chamaram atenção e deram origem a vários debates durante 2011, acomeçar logo na edição n. 1 com a indicação de Malvina Tuttman à presidência do INEP (Mudanças no INEP: será?, jun/2011), passando pelas greves de professores e técnico-administrativos (As universidades e o direito de greve set/2011; Fim da greve nas universidades federais out/2011), sem deixar escapar a grande onda de ocupações que ocorreu no país (Novos ares no Movimento Estudantil out/2011) e tendo tempo para comemorar com orgulho o melhor TCC do país que foi da área de Biblioteconomia (Melhor TCC de Biblioteconomia do Brasil‏, set/2011).

As discussões puderam ser sempre somadas de opiniões importantes que ajudaram a entender melhor os assuntos tratados, incluindo até entrevistados internacionais que nos trouxeram um pouco da realidade e da experiência deles, além de colaboradores mais do que especiais que nos enviaram matérias de várias partes do país.

Em 2011, aSeção Educação pôde abordar algumas das muitas facetas das quais esse tema é formado, mas acima disso, foi com orgulho e muito cuidado que a equipe biblioo trouxe mês a mês matérias que pudessem contribuir para as discussões da área. Esse é um tema que precisa ser olhado com urgência e seriedade, mas também com sensibilidade e carinho, afinal, como diria o muito sábio Paulo Freire, “Educar é um ato de amor, por isso, um ato de coragem. Não pode temer o debate. A análise da realidade”.

Nesta primeira edição do ano, começamos o 2012 dando continuidade à construção desse debate com a uma reflexão sobre o papel da biblioteca ((Re)pensando o papel da biblioteca jan/2012). Assim, esperamos que em 2012 possamos continuar fazendo esse debate crescer em conteúdo e qualidade. Esperamos também que possamos contar com você, leitor, para acompanhar essa jornada.

Feliz 2012!

E uma boa leitura!

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Feliz ano novo!

Próximo post

Moreno Barros

Sem comentários

Deixe uma resposta