0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Tiago Cantalice, do portal Fundação Cultural Palmares.

[O Diálogos Palmares] tem por objetivo selecionar estudantes/profissionais dos diversos cursos das áreas de Ciências Humanas, Sociais Aplicadas e das Artes, que estejam interessados ou tenham envolvimento com pesquisa e/ou atuação relacionada à cultura afro-brasileira, bem como processos democráticos de participação social.

diálogos-Palmares (1)

Descrição breve do projeto:

O Programa Diálogos Palmares é fruto de uma parceria institucional da Fundação Cultural Palmares – FCP/MinC e a Universidade de Brasília – UnB. O objetivo central é construir, de forma colaborativa, um amplo debate que possibilite formular diretrizes para as políticas públicas voltadas à valorização da cultura afro-brasileira, qualificando a intervenção de todos os atores neste processo democrático de participação social. São atores prioritários neste Programa: a União, os Estados e Municípios, bem como os representantes da sociedade civil que atuam na área, a partir de diferentes matrizes.

Coordenadora do projeto: Dra. Haydée Caruso – Profa. Departamento de Sociologia – UnB.

Critérios obrigatórios:
– Ser graduando, graduado, pós-graduando ou pós-graduado, em cursos das áreas de Ciências Humanas, Sociais Aplicadas e das Artes.
– Graduandos a partir do 5º semestre.

Critérios preferenciais:
– Se autodeclarar negra/o ou indígena.
– Ter envolvimento com pesquisa e/ou atuação relacionada à cultura afro-brasileira e/ou processos democráticos de participação social.

05 vagas:
02 bolsas para mestrando/doutorando entre R$1.800,00 e R$ 2.200,00.
03 bolsas para graduandos/recém graduados de R$650,00.

Dedicação: 25 horas semanais.
Duração do projeto: 12 meses.

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO ATUALIZADO PARA
dialogospalmaresunb@gmail.com até 15/03/2016.

*Mediante a análise do currículo será feito o contato para as próximas etapas.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Em greve, professores e funcionários da Uerj fazem protesto no Rio

Próximo post

Gêmeas de 7 anos criam canal de vídeos sobre literatura infantil

Sem comentários

Deixe uma resposta