0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Do Jornal do Brasil.

A Caixa Cultural RJ terá uma programação especial com entrada franca para marcar o Dia da Consciência Negra comemorado em 20 de novembro (sexta-feira). A data é alusiva à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, o maior do período colonial.

A programação, coordenada pelo Programa Educativo Caixa Gente Arteira, inclui oficina de dança afro-brasileira para crianças e adultos com Ana Catão, diretora artística do Grupo Tambor de Cunha, acompanhada de dois percursionistas e dois bailarinos. A atividade ocorre de 17 a 20 de novembro (terça a sexta-feira), sempre a partir das 15h.

Também haverá contação de histórias sobre o tema com a escritora Cláudia Marques e a artista plástica Pamela Cristina, nos dias 20 e 21 (sexta-feira e sábado). Voltada para o público infantil, a contação de histórias tem por objetivo despertar a curiosidade por histórias diferentes das tradicionais, veiculadas pela grande mídia.

As atividades são abertas ao público. Grupos podem se inscrever pelo endereço eletrônico agendamento@gentearteirarj.com.br.

Programação relacionada

Além disso, está em cartaz no espaço a exposição As cores do sagrado, de Carybé, com 50 obras do artista que registram as tradições do candomblé da Bahia em traços leves, coloridos e minuciosos, marca registrada do pintor. A mostra pode ser apreciada até 20 de dezembro (domingo).

O público que visitar a Caixa Cultural RJ no Dia da Consciência Negra ainda terá a oportunidade de assistir a filmes da mostra O Maior Ator do Brasil – 100 anos de Grande Othelo a preços populares, R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). A mostra fica em cartaz de 17 a 29 de novembro.

Homenagem

Comemorada há mais de 30 anos por ativistas do movimento negro, a data foi incluída em 2003 no calendário escolar nacional. Contudo, somente com a Lei 12.519, de 2011, foi instituído oficialmente o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. O feriado foi adotado por cerca de mil cidades em todo o país.

A Caixa Econômica Federal é um dos órgãos financeiros públicos engajados em dar visibilidade ao movimento negro, tendo exibido nas principais redes de TV aberta do país, em 2009, uma homenagem de um minuto intitulada Consciência Negra. Nesta, era recitado um poema de Oliveira Silveira, ativista negro e idealizador do Dia da Consciência Negra.

Programação

Dança Afro-Brasileira – com a diretora artística do Grupo Tambor de Cumba, Ana Catão

A oficina proporcionará aos participantes um maior contato com saberes africanos, abordando questões culturais e históricas sobre as danças e costumes. Como principal fio condutor desta oficina, será trabalhada a Dança dos Orixás, a qual possui passos que fazem menção a deuses africanos. A atividade é inspirada na exposição As cores do sagrado.

Data: 17 a 20 de novembro, de terça a quinta, das 15h – 19h; sexta das 15h – 17h

Local: Foyer do espaço | Vagas: 30 | Classificação: Livre

Contação de Histórias Africanas – com a escritora Cláudia Marques e a artista plástica Pamela Cristina

A atividade tem por objetivo despertar o interesse de crianças pela tradição oral e pela cultura de matrizes africanas e afro-brasileiras

Data: 20 e 21 de novembro, sexta, das 11h – 12h; sábado, de 15h – 16h

Local: Ponto de Leitura Gente Arteira – térreo do espaço | Vagas: 30 | Classificação: Livre

As cores do sagrado – Carybé

São 50 obras produzidas ao longo de 30 anos de pesquisas, entre 1950 e 1980, e são registros de vivências pessoais do artista nos terreiros de candomblé que frequentava. A curadoria é de Solange Bernabó, filha de Carybé, que buscou privilegiar a sintonia entre técnica e fases do artista.

Data: de 17 a 20 de novembro, das 10h às 21h

Local: Galeria 2 | Classificação: Livre

Mostra de cinema – O Maior ator do Brasil – 100 Anos de Grande Othelo

Com curadoria de Breno Lira Gomes e João Monteiro, os filmes exibidos irão mostrar a versatilidade do mineiro de 1,50m, que atuou em mais de 100 filmes.

Data: 20 de novembro (sexta-feira)

Local:  Cinemas  1 e 2

Cinema 1

14h50 – A estrela sobe (1974), Bruno Barreto, 105 minutos, Brasil, 14 anos

17h – Os herdeiros (1969), Cacá Diegues, 101 min, Brasil, 16 anos

19h15 – A família do barulho (1970), Júlio Bressane, 60 min, Brasil, 16 anos

Cinema 2

14h – Lúcio Flávio, passageiro da agonia (1977), Hector Babenco, 118 min, Brasil, 16 anos

18h45 – O assalto ao trem pagador (1962), Roberto Farias, 102 min, Brasil, 16 anos

Ingressos: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes Caixa pagam meia.

Serviço: Programa Educativo Caixa Gente Arteira

Local: Caixa Cultural Rio de Janeiro – Av. Almirante Barroso, 25, Centro

Telefone para Agendamentos: (21) 3980-4898

Correio eletrônico: agendamento@gentearteirarj.com.br

Entrada franca

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Empreendedorismo em debate no 33º Painel de Biblioteconomia/SC

Próximo post

33º Painel de Biblioteconomia de SC

Sem comentários

Deixe uma resposta