0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Marco Grillo de O Globo

O ministro da Cultura, Marcelo Calero, negou, nesta sexta-feira, que tenha havido perseguição política na demissão de 81 funcionários comissionados do ministério, no início da semana. Segundo ele, das vagas abertas, entre 40 e 50 serão destinadas a servidores de carreira, por meio de um processo de seleção interno. O restante será extinto.

Calero afirmou que o processo faz parte de um movimento de “valorização do servidor de carreira” e disse que perdeu “pessoas competentes”, inclusive no próprio gabinete. O ministro disse ainda que não haverá prejuízos operacionais para o ministério com a saída dos gestores de diversas diretorias e instituições vinculadas à pasta. Segundo ele, não haverá uma nova leva de demissões.

— O recorte que fizemos (para as demissões) foi o de funcionários comissionados que não eram públicos de carreira. No Brasil, a gente tem que parar com a mania de fulanizar as coisas. Não existe pessoa vital. O que existe são cargos públicos a serem preenchidos por servidores de carreira — afirmou.

O ministro disse também que a nomeação de Oswaldo Massaini Filho para a coordenação-geral da Cinemateca Brasileira será reavaliada nesta sexta-feira. Massaini é acusado de estelionato e recebeu diversas críticas de nomes do setor.

Calero reforçou as críticas feitas à gestão anterior do ministério, comandado por Juca Ferreira até o afastamento da presidente Dilma Rousseff, em maio.

— Pegamos o ministério numa situação de caos administrativo, desmontado. Tínhamos R$ 400 milhões de orçamento, o que não permitiria que o MinC sobrevivesse até o fim do ano. Tínhamos dívida de R$ 1 bi, obras paralisadas, editais não pagos e dívidas com fornecedores — criticou.

O ministro lançou na manhã desta sexta a programação cultural para o período das Olimpíadas e das Paralimpíadas. Ao todo, 561 eventos, a cargo do Ministério da Cultura, acontecerão na cidade. O calendário tem ainda 900 eventos sob responsabilidade da prefeitura.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Coleção rara de fotos familiares ganha exposição em espaço cultural do Rio

Próximo post

Carolina Maria de Jesus, em folhas recolhidas

Sem comentários

Deixe uma resposta