0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Assessoria de Comunicação, do Ministério da Cultura.

O Ministério da Cultura (MinC) acaba de pôr no ar uma nova versão do CulturaDigital.BR, plataforma pública de blogs e conversas lançada em 2009. Além de aprimorar o serviço de armazenamento de blogs ligados à área cultural, o CulturaDigital.BR volta a ser uma plataforma de rede social, com perfis individuais de usuários, espaços para posts e comentários, troca de mensagens e grupos temáticos, entre outras funcionalidades.

“Para nós, é uma satisfação apresentar um serviço ainda melhor, com as funcionalidades de comunicação atualizadas e maior customização para os usuários dos blogs. Estamos confiantes que essa nova versão do CulturaDigital.BR possibilitará ainda mais discussões temáticas por meio da plataforma”, destaca o coordenador-geral de Cultura Digital do MinC, José Murilo Carvalho Júnior.

O CulturaDigital.BR conta hoje com cerca de 8 mil usuários, que criaram mais de 2 mil blogs. Debates importantes, como a criação do Marco Civil da Internet, proposto pelo Ministério da Justiça em 2010, usaram a rede não apenas como espaço de discussão, mas também como ferramenta para a colaboração do público e sistematização de contribuições enviadas ao projeto de lei. A importância da plataforma foi reconhecida mundialmente em 2010, ao receber a menção honrosa na categoria Comunidades Digitais do Ars Electronica, um dos mais importantes prêmios da área.

Entre os serviços oferecidos pelo CulturaDigital.BR também estão ferramentas de democracia on-line, como o Consulta Pública e o Delibera Online. Recentemente, três consultas públicas foram realizadas por meio da plataforma: Plano Setorial do Artesanato, Plano Setorial da Moda e diagnóstico e prognóstico do setor de design.

Para participar do CulturaDigital.BR, basta fazer o cadastro [no culturadigital.br], criar o blog (aparecerá como opção ao fazer o registro) ou interagir em qualquer outra das formas propostas.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

REcine 2014

Próximo post

Biblioteca com proposta diferente

Sem comentários

Deixe uma resposta