0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Do G1 de São Carlos e Araraquara

As crianças de um conjunto habitacional no Jardim Botafogo, em São Carlos (SP), pretendem incentivar a leitura dos amigos, que são vizinhos. Elas então se reuniram para trocar livros e aproveitar as férias e, com isso, criaram no térreo do condomínio a Biblioteca ‘Nineli 17’, que leva nome da rua e número do bloco em que moram.

Em época de tablets e smartphones, a turma do prédio prefere os livros nas férias. A equipe de bibliotecários-mirins é composta por seis crianças. Foi Carolina Anselmo, de 8 anos, quem teve a ideia de dividir com os vizinhos os prazeres da leitura. “Eu estava arrecadando livros na escola, ganhando, quando tive uma ideia de fazer uma biblioteca nas férias. Chamei meus amigos e colocamos em prática”, contou.

Empenhados, os amigos começaram arrecadar mais livros. “Fomos arrecadando livros de casa em casa, além disso, algumas pessoas doaram, então juntamos e conseguimos juntar mais de 150 livros”, disse Pedro Anselmo, de 9 anos.

Organização
O projeto ficou organizado e a biblioteca tem regras. A criança que estiver interessada pode pegar até dois livros por vez e os dados ficam anotados em uma agenda, como o bloco onde a pessoa mora, apartamento, nome do livro, data de retirada e de entrega.

img0607161746

Organização de retirada e entrega dos livros é
feita pelas crianças (Foto: Rodrigo Sargaço/EPTV)

Assim como nas grandes bibliotecas, no condomínio também tudo é separado por categorias. Tem os títulos sobre animais, os encantados e os assustadores, por exemplo.

Tem também a categoria dos mais lidos. Os mais procurados são a ‘Festa no Céu’ de Ângela Lago e ‘Tatu Balão’ da escritora Sonia Barros. “Eu leio um livro com uma história de avião e é como se eu tivesse viajando mesmo sem sair do lugar, se for história de princesa, é como se eu fosse uma”, acrescentou Carolina.

Bruno tem 12 anos e frequenta a biblioteca. “Eu acho legal, você não precisa gastar combustível do carro para ir a uma biblioteca longe da sua casa. É só sair do apartamento e pegar um livro”, comentou.

Doações
São 182 livros que a criançada do residencial pode aproveitar nas férias. O objetivo é arrecadar ainda mais livros e aumentar o acervo. As crianças aceitam doações de livros de outros moradores, mesmo que não sejam do condomínio.

Para doar, a pessoa interessada deve ir até o conjunto habitacional da Rua Joaquim Nineli, no bairro Botafogo e identificar que os livros são para o bloco 17. O horário de funcionamento da biblioteca é das 15h às 20h.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Editora do Brasil lança Série sobre Temas Polêmicos

Próximo post

Pesquisa mostra que poucos alunos associam bibliotecas a lugares prazerosos

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *