0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Dois dias após publicação da Revista Biblioo, na qual se revelava o fato de que o ex-presidente da instituição, professor Marcos Miranda, havia deixado o cargo para concorrer no próximo pleito ao Conselho Federal de Biblioteconomia (CFB), sem que fosse feito um comunicado oficial à categoria, o CRB7 divulgou uma nota esclarecendo sobre o assunto.

De acordo com o documento, a saída de Miranda do cargo foi comunicada em eventos da categoria, como o Jubileu de Ouro de Regulamentação da profissão, que aconteceu na Fundação Casa de Rui Barbosa, no dia 21 de setembro, e o 6º Fórum de Bibliotecários do Estado do RJ, realizado no dia 29 do mesmo mês, em Mesquita, município da Baixada Fluminense. Em seu lugar assumiu o seu vice, Alex Branco.

Alex Branco assumiu a presidência do CRB7 após a saída de Marcos Miranda. Imagem reprodução do youtube.
Alex Branco assumiu a presidência do CRB7 após a saída de Marcos Miranda. Imagem reprodução do youtube.

O que é de se estranhar, entretanto, é que o Conselho não tenha utilizado seus canais oficiais, como seu site e sua fanpage, para fazer tal comunicado, ficando a maior parte da categoria ciente do fato por meio da Biblioo. “Que falta de transparência. Se não é a Biblioo, não ficamos sabendo de nada”, comentou uma usuária no Facebook da Revista.

Sobre o estado de greve dos servidores do CRB7, anunciado semana passada, a diretoria da instituição informa nesta mesma nota que no momento mantinha negociações com vistas ao acordo coletivo dos seus funcionários quando foram surpreendidos pelo anúncio da paralisação dos mesmos.

“Entendemos que as solicitações dos funcionários são, em sua maioria, justas, mas explicamos que não poderíamos atendê-las, no momento, devido à atual situação do Conselho, ocasionada pelo elevado índice de inadimplência (862 bibliotecários) no período de 2010/2015”.

Mas apesar de informar que entende as solicitações dos funcionários, a diretoria parece jogar a responsabilidade da situação sobre funcionários que, segundo o informe, “recusaram nossa contraproposta”. A responsabilidade também parece recair sobre a categoria, uma vez que os problemas são atribuídos aos inadimplentes.

Sobre estes, o CRB7 informa que o mutirão de audiências de conciliação será realizado no Núcleo Permanente de Soluções de Conflitos no TRF 2ª Região (Av. Rio Branco 243 – 10º andar – anexo 1), na próxima quarta e quinta-feira (dias 11 e 12 de novembro).

“O mutirão tem o objetivo de facilitar a regularização dos bibliotecários em atraso com as anuidades […], e melhorar a arrecadação. Vale lembrar que a inadimplência, hoje, é de cerca de 30% do total de inscritos no CRB-7”, diz a nota.

“Talvez, se o CRB7 investisse mais na fiscalização e cobrança do piso salarial dos bibliotecários, a inadimplência fosse reduzida. Ganhando menos da metade do piso sugerido pelo Sindicato dos Bibliotecários, Sindib-rj, como manter em dia a anuidade cobrada pelo CRB7?”, reclamou uma pessoa no Facebook da CRB7.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

33º Painel de Biblioteconomia em Santa Catarina

Próximo post

Sindicatos denunciam o descaso do CRB7 para com seus funcionários

Sem comentários

Deixe uma resposta