3
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

A Biblioteca Comunitária Itaxi Mirim, em Paraty, no estado do Rio de Janeiro, pulsa forte no coração da Aldeia Itaxi. O espaço que foi inaugurado no dia 18 de outubro com as bênçãos do Cacique Miguel, de 120 anos. Ela é a primeira biblioteca comunitária indígena do estado do Rio e integra a Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias (RNBC).

“Esse espaço é importante tanto para as crianças quanto para os adultos, para que eles possam saber a importância da leitura e ter acesso aos livros e a literatura dos autores indígenas. Não são todas as aldeias que têm uma biblioteca. Vamos convidar outras aldeias para conhecer nosso espaço” afirmou Flávia Arã, uma das responsáveis pela biblioteca.

A construção do espaço de leitura foi fruto da parceria dos indígenas com a Mar de Leitores, rede de bibliotecas comunitárias de Paraty que integra a Rede Nacional. Foram seis meses para construção, que teve a colaboração das crianças na decoração, como a pintura do mobiliário. Nas estantes um acervo rico e diverso de literatura da cultura indígena, está disponível para aproximadamente 40 famílias e 200 integrantes da aldeia.

“Estamos honrados de ter uma biblioteca comunitária em aldeia indígena. É muito bonito ver a alegria das crianças da aldeia ao entrar neste novo espaço feito e querido por elas”, afirmou Bernadete Passos, integrante da rede Mar de Leitores e da Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias.

Confira abaixo algumas imagens da Biblioteca Comunitária Itaxi Mirim:

A construção do espaço de leitura foi fruto da parceria dos indígenas com a Mar de Leitores. Foto: Miguel Angelo
As crianças são as pricipais beneficiadas com a criação do espaço. Foto: Miguel Angelo
O acervo é rico e diverso de literatura da cultura indígena. Foto: Miguel Angelo
A biblioteca integra a Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias . Foto: Miguel Angelo
Foram seis meses para construção, que teve a colaboração das crianças na decoração, como a pintura do mobiliário. Foto: Miguel Angelo
Bernadete Passos (blusa branca), integrante da rede Mar de Leitores e da Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias. Foto: Miguel Angelo
A comunidade participou da construção do espaço. Foto: Miguel Angelo
A biblioteca está disponível para aproximadamente 40 famílias e 200 integrantes da aldeia. Foto: Miguel Angelo
A comunidade se alegra com a criação do espaço. Foto: Miguel Angelo
Comunidade Itaxi Mirim em frente à Biblioteca Comunitária. Foto: Miguel Angelo
Comunidade Itaxi Mirim em frente à biblioteca. Foto: Miguel Angelo
Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Em busca da liturgia perdida: Bolsonaro e a má imagem que ele passa

Próximo post

A sombra do bambu