19
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Nathalice Cardoso e Patrícia Oliveira são as primeiras bibliotecárias brasileiras a conseguirem a bolsa líderes do amanhã da Fundação Alexander von Humbolt (AvH). A chanceler da República Federal da Alemanha é a patrocinadora deste programa de bolsas que a AvH concede anualmente, sendo até dez para cada país. Atualmente os países que estão contemplados pelo programa são o Brasil, Estados Unidos, Rússia, China e Índia.

Para se candidatar, basta desenvolver um projeto de pesquisa e escolher anfitrião de sua preferência para orientá-lo. Uma vez que o anfitrião tenha confirmado, pode-se candidatar à bolsa. É necessário também que o candidato ou candidata tenha completado sua primeira graduação há menos de 12 anos e tenha experiência inicial em liderança.

O projeto precisa ter significado social e o pesquisador precisa ter potencial para construir futuras pontes entre a Alemanha e o Brasil, trabalhar em setores como política, economia, mídia, administração e cultura. Mestre e graduada em biblioteconomia pela Universidade Federal do Estado Rio de Janeiro (UNIRIO), especialização em Gestão Ambiental e administradora da página Biblioteconomia Ambiental, Nathalice pesquisa a respeito da responsabilidade social da biblioteconomia na transformação da sociedade e como ela pode contribuir para o desenvolvimento sustentável.

Também graduada em biblioteconomia pela Universidade de São Paulo (USP), mestranda em Ciências Sociais e Humanas pela Universidade Federal do ABC (UFABC), Patrícia pesquisa a temática bibliotecas, centros de documentação e arquivos em lugar de memória. No vídeo abaixo, as bibliotecárias explicam como conseguiram a bolsa da Fundação von Humbolt para desenvolver as temáticas na qual pesquisam.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

A flauta de Yun Shu

Próximo post

Biblioteca escolar será tema de audiência pública em São Gonçalo, RJ