0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por O Globo

O MinC selecionou, por meio de edital, a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) para gerir as atividades da Cinemateca Brasileira, em São Paulo. O resultado final foi publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial da União.

A organização social (OS) será responsável por tarefas como identificação, classificação, descrição, catalogação, indexação, conservação e digitalização de itens documentais (como livros, periódicos, recortes de jornal, documentos, cartazes e fotografias, dentre outros).

Cabem a nova gestão também a restauração, confecção de matrizes de preservação e materiais de difusão e acesso; constituição e alimentação de base de dados informatizada; restauração física e de preparação para projeções de cópias de filmes; análise das características físicas de materiais audiovisuais em diferentes suportes e programação e operação de salas de exibição e espaços de exposição da Cinemateca Brasileira.

A coordenadora-geral da Cinemateca, Olga Futemma, explica que o modelo de gestão por meio de Organização Social tem se apresentado como uma alternativa para instituições culturais cuja atuação tem dinâmica diferente da característica da administração pública direta, como é o caso da Cinemateca Brasileira.

Poderão ser repassados anualmente à Acerp, entre 2017 e 2019, até R$ 3,5 milhões, que deverão ser integralmente utilizados na realização das ações previstas, com as devidas orientações e adaptações realizadas pela Secretaria do Audiovisual.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

FNDE começa a negociar compra de livros para PNAIC

Próximo post

Professora cria museu temporário para celebrar histórias pessoais de alunos

Sem comentários

Deixe uma resposta