Postagem anterior

Galeno Amorim: “Eu adoraria ter feito biblioteconomia”

Próximo post

Nosso lixo de cada dia

3 Comentários

  1. Arnaldo Ricardo
    12 de março de 2014 a 15:19 —

    Discordo da charge. o Autor parece desconhecer o passado da Venezuela, onde a oligarquia da mídia, (detentora de 80%) é tb a oligarquia do petróleo e era a oligarquia detentora do poder do governo, que passou para as mãos do governo chaves de esquerda. O que há na Venezuela hoje, é a reação desta oligarquia que perdeu o governo e os lucros do petróleo, que esta indo aos poucos para a população pobre, antes negligenciada desta riqueza. Como o governo chaves-maduro repassa o lucro do petróleo do país aos pobres? Com educação, saúde, alimentos mais baratos. As manifestações que ocorreram e fiquemos sabendo pelas poucas imagens, as quais mostravam jovens universitários e não policiais repreendendo, são contra isso, junto com a oposição oligárquica, e embaixadores americanos, os protestos são contra esse repasse. Por isso discordo da charge do colega.

    • lazaropenha
      12 de março de 2014 a 22:06 —

      Na verdade caro Arnaldo Ricardo eu conheço bem o passado da Venezuela e gostaria de aqui pedir desculpas pela falta da legenda onde estava escrito "Enquanto isso na mídia noticias sobre a Venezuela" e a ideia central era justamente criticar a informação tendenciosa da mídia! se você ver a charge de dois meses atrás vera que consegui ser mais claro com o que penso dos meios de comunicação em massa e quanto valorizo a leitura, por ironia sou professor de Geografia então por ser meus primeiros passos como chargista acredito que cometi minha primeira gafe com a falta da legenda coisa que não ocorrera nos próximos e obrigado pela sua critica,pois isso é muito importante para o meu desenvolvimento pessoal e profissional.

      • arnaldo
        15 de março de 2014 a 20:20 —

        Bom, com essa legenda fica mais claro que não é a realidade na Venezuela, mas sim como a mídia passa a "revolta" da classe oligarquica e criminaliza o governo eleito democraticamente, a doméstica do mundo passa as poucas imagens e esconde os fatos. Continue. Att.,

Deixe uma resposta