0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Por Leonardo Neto do Publishnews

Na última sexta-feira (13), José Castilho Marques Neto, até então secretário-executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), entregou sua carta de demissão ao titular do novo Ministério da Educação e Cultura (MEC). A previsão é de que a carta seja protocolada nesta segunda-feira.

“Estou fora da estrutura governamental do PNLL porque não colaboro com governo ilegítimo, mas não sairei da luta pelo Projeto de Lei que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita (PNLE)”, disse ao PublishNews. Castilho, que se aposentou como professor da Unesp em março passado, está abrindo uma empresa de assessoria e consultoria na área do livro, leitura e biblioteca. O executivo já começou uma consultoria para rearticular a Editora da Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo (Fap-Unifesp) e já realizou também consultorias pontuais no exterior, como a avaliação do Plano Municipal de Leitura da cidade de Medellín, na Colômbia. “Como o trabalho na Secretaria Executiva do PNLL era muito absorvente, embora pro bono, agora terei mais tempo para atuar com consultoria, formação e se houver propostas, partir para outras searas”, comentou.

Antes de deixar o cargo, Castilho orquestrou a iniciativa de apresentar ao Congresso o PL da PNLE, que estava estacionado na Casa Civil há meses. “A intenção é não deixar minguar uma iniciativa de tantos anos”, disse na ocasião ao PublishNews.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Uma carta para alguém que já se foi

Próximo post

‘Primaverinha Literária’ acontece no próximo fim de semana, no Rio

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *