0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Do Jornal da Manhã.

A Biblioteca Pública do Paraná, em Curitiba, fará nesta segunda e terça-feira o Treinamento sobre Equipamentos de Tecnologia Assistiva. A oficina é a última etapa do projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas, iniciativa da diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Ministério da Cultura, em parceria com o Plano Nacional do Livro e Leitura.

Biblioteca Pública do Paraná. Foto: divulgação.
Biblioteca Pública do Paraná. Foto: divulgação.

A Biblioteca foi uma das dez instituições brasileiras contempladas — a OSCIP Mais Diferenças ficou responsável pela execução das atividades.

A oficina, com carga de 16 horas, tem por finalidade capacitar a equipe da Seção Braille e outros funcionários e colaboradores da Biblioteca a utilizar os equipamentos de Tecnologia Assistiva.

No fim de 2015, a instituição recebeu os equipamentos, disponibilizados pelo projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas, entre os quais impressoras Braille, linhas Braille (transforma, em tempo real, texto do computador em Braille), lupa eletrônica (amplia as letras e projeta o texto impresso para quem tem baixa visão), teclado adaptado para pessoa com deficiência, filmes com audiodescrição e scanner com voz (o equipamento registra e transforma texto em voz).

Diretor da Biblioteca, Rogério Pereira. Foto: divulgação.
Diretor da Biblioteca, Rogério Pereira. Foto: divulgação.

O diretor da Biblioteca, Rogério Pereira, afirma que as ações do projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas aprimoraram a capacidade de atuação da Seção Braille e da instituição. “A Biblioteca Pública do Paraná qualificou os profissionais, houve melhorias no acervo e a aquisição de novas tecnologias”, afirma Pereira, completando que a Seção de Braille, uma referência em âmbito nacional, está em atividade desde 1974 e tem acervo de 25 mil títulos digitais.

A coordenadora da Seção de Braille, Cleomira Ferreira de Souza, acrescenta que as capacitações permitem que a Seção Braille amplie ainda mais as atividades, atendendo idosos, pessoas com baixa mobilidade e deficiência auditiva.

O treinamento será divido em três etapas, a primeira etapa da capacitação aconteceu em julho e agosto de 2015, com o curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras) Módulo Instrumental.

A segunda etapa foi de setembro a dezembro, com a realização de cursos, oficinas e ações sobre a temática do livro e da leitura acessível a todas as deficiências.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Webrádios: as novas difusoras de cultura e informação

Próximo post

Human Library

Sem comentários

Deixe uma resposta