170
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

É impossível lembrar de todas as bibliotecas que visitei ao longo da minha vida, o que eu lembro é que elas eram todas diferentes. Pode haver bibliotecas muito semelhantes, mas nunca iguais. Cada biblioteca é um mundo dentro do universo do conhecimento.

As bibliotecas mudam sua atmosfera, sua coleção, seus usuários… e muda a equipe do bibliotecário por trás delas. Eu arriscaria dizer que uma biblioteca sozinha não é um grande negócio… É apenas uma coleção de recursos disponíveis para consulta e empréstimo.

Então, por que tal admiração pelo mundo das bibliotecas? Sem dúvida de que é por causa dos seus bibliotecários. Esses profissionais são os verdadeiros responsáveis por tornar as bibliotecas excelentes. Eles são responsáveis por fornecer-lhes movimento e vida.

Os bibliotecários são os especialistas e os que conectam os diferentes recursos com as pessoas que os procuram para satisfazer suas diferentes necessidades de informação, conhecimento e entretenimento.

Eu percebo que as bibliotecas não podem fazer nada, exceto através de seus bibliotecários. Eles são os verdadeiros arquitetos da mudança e tudo o que é alcançado. Eles são o motor e o coração das bibliotecas.

Isso me leva a pensar que as bibliotecas tomam a voz e a forma da equipe da biblioteca que as gerencia. Eles adquirem seu DNA e sua essência para criar uma simbiose perfeita para o benefício da comunidade de pessoas a quem servem.

Ser bibliotecário não é simplesmente um trabalho, é um modo e uma forma de vida que afeta diretamente um grande número de pessoas. São equipes que trabalham para tornar as bibliotecas espaços democráticos e confiáveis ao alcance de todos.

São também aqueles que procuram oferecer livre acesso à informação, tecnologia, ferramentas e outros recursos disponíveis e que quer formar, apoiar, participar, estimular, ouvir, compartilhar e criar para e com a sua comunidade de usuários. Sem dúvida, profissionais que buscam o desenvolvimento pessoal e profissional das pessoas, que querem facilitar a vida e oferecer oportunidades iguais.

Pena que às vezes o papel das bibliotecas e o trabalho de seus profissionais estejam comprometidos. Eles devem frequentemente justificar sua existência e a das bibliotecas. E há pessoas que veem as bibliotecas como uma despesa e não enxergam além do afluxo de pessoas sem pensar na influência que elas sofrem.

Para estas pessoas, comento apenas um fato: as bibliotecas são capazes de multiplicar o investimento que recebem por quatro (e ainda mais) em benefícios para a sociedade.

Muitos também pensam que qualquer um pode ser um bibliotecário. Eu não os culpo por isso. Eu também pensei o mesmo de fisioterapeutas e suas massagens, ou psicólogos e suas palestras. Nós todos sabemos que eles são muito mais do que isso, e também que a equipe da biblioteca faz muito mais do que emprestar livros.

Finalmente, gostaria de agradecer pelo seu trabalho e dedicação a todos as bibliotecárias e os bibliotecários que já passaram pela minha vida, e àqueles que estão vindo. Confesso que não tive boas experiências com todos, apesar de ter com a maioria. De todos eles aprendi alguma coisa… e essa é a imagem que a biblioteca projeta fora de suas paredes.

*Publicado originalmente no site Qué Leer sob o título “Las bibliotecas son lo que son gracias a los profesionales que hay tras ellas”. Tradução e adaptação: Cláudia Anjos, bibliotecária da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

CCJF vai receber a primeira edição do Encontro da História do Livro na Biblioteconomia

Próximo post

Por que os estudantes voltam às ruas nesta quinta-feira, 30 de maio?