0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+
Bibliotecas-Parque em crise
Vereador Reimont defende a a manutenção, modernização e abertura de novas bibliotecas no município do Rio. Foto: Hanna Gledyz/Agência Biblioo

Dentre as conquistas mais importantes alcançadas pelo Abre Biblioteca Rio, que reivindica, entre outras coisas, a ampliação do horário de atendimento das Bibliotecas-Parque do Estado do Rio (BPEs), está o compromisso assumido por parlamentares com as causas do movimento.

Compareceu ao ato do último dia 29 o deputado estadual pelo PSOL Eliomar Coelho, além dos vereadores do município do Rio Reimont Luiz (PT) e Babá, também do PSOL.

De acordo com Reimont, ele tem conversado com as secretaria da Educação e da Cultura [no município do Rio as “bibliotecas públicas escolares” são ligadas às duas pastas] no sentido de tentar sensibilizar a Prefeitura para aportar recursos para a manutenção, modernização e abertura de novas bibliotecas no município.

O vereador Babá incluirá a biblioteca escolar na pauta orçamentária de 2016. Foto: Hanna Gledyz/Agência Biblioo
O vereador Babá incluirá a biblioteca escolar na pauta orçamentária de 2016. Foto: Hanna Gledyz/Agência Biblioo

Babá, por sua vez, recebeu dos membros do Abre Biblioteca uma minuta de projeto de lei de criação da rede de bibliotecas escolares. Como o orçamento do município para 2016 ainda está por ser votado, o vereador tentará incluir o tema na pauta.

O deputado Eliomar Coelho lembrou que, quando candidato ao governo do estado, o atual governador Luiz Fernando Pezão se comprometera não só em garantir a manutenção das Bibliotecas-Parque, como ampliar seu número deles. “O governador, quando candidato, falava que a Biblioteca-Parque seria uma espécie de menina dos olhos dele”, lembrou Eliomar.

Perguntado sobre que compromisso poderia assumir sobre a questão, Eliomar, que faz parte da Comissão de Cultura da Asembleia Legislativa do Rio (ALERJ), prometeu fazer uma cobrança junto ao governo estadual para que o quadro de precarização das bibliotecas estaduais, especialmente em relação à redução dos dias e horários de atendimento, sejam revistos.

Embora não tenha comparecido ao ato, o deputado estadual Flavio Serafini (PSOL) foi interpelado por membros do movimento durante manifestação convocado pelas centrais sindicais no Centro do Rio sobre o que poderia ser feito para se reverter o quadro de desmantelamento das bibliotecas do estado.

O deputado estadual Eliomar Coelho fará cobraças ao governo do estado para que reveja a situação das bibliotecas. Fotos: Hanna Gledyz/Agência Biblioo
O deputado estadual Eliomar Coelho fará cobraças ao governo do estado para que reveja a situação das bibliotecas. Fotos: Hanna Gledyz/Agência Biblioo

De acordo com Serafini, está sendo discutido com o Conselho Regional de Biblioteconomia da sétima região (CRB7) a criação de uma rede estadual de bibliotecas públicas.

“Nós vamos trabalhar no sentido de desenvolver um sistema estadual de bibliotecas que fortaleça o acesso ao livro e fortaleça também o papel do profissional da Biblioteconomia como agente mediador do acesso da população aos livros”, garantiu o deputado.

Segundo Serafini, as Bibliotecas-Parque, além da mão de obra ser terceirizada, não têm colocado o bibliotecário no papel que lhe é de direito que é o de coordenar as bibliotecas. “A gente acredita que é fundamental a realização de concursos públicos, assim como que as Bibliotecas-Parque tenham, como bibliotecas, um bibliotecário em sua coordenação”, defendeu o parlamentar.

Sobre a ausência de bibliotecários na coordenação das BPEs, o CRB7 se pronunciou em nota. De acordo com a autarquia, “por decisão judicial, as nomeações de diretores de ‘Bibliotecas-Parque’, integrantes da estrutura do Estado, que não sejam bibliotecários, não podem ser questionadas por esse Conselho”.

Ainda de acordo com a nota, o CRB7 não se encontra “omisso e/ou relapso a essa questão”, e, por não concordar com a decisão judicial, estaria recorrendo da decisão.

Movimento Abre Biblioteca Rio na manifestação promovida pelas centrais sindicais no Centro do Rio. Foto: Hanna Gledyz/Agência Biblioo
Movimento Abre Biblioteca Rio na manifestação promovida pelas centrais sindicais no Centro do Rio. Foto: Hanna Gledyz/Agência Biblioo

BPEs voltam a abrir aos sábados

Muito provavelmente como resultado da pressão exercida pelo Abre Biblioteca, o Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG) anunciou o retorno das atividades das BPEs aos sábados desde o dia 23/05.

“A rede de Bibliotecas-Parque do Estado do Rio estendeu, em um primeiro passo para ampliar o atendimento à comunidade, seu horário de funcionamento também aos sábado”, divulgou a instituição em tom de novidade. Na verdade, com essa “extensão” nos dias de atendimento as BPEs fazem apenas retomar uma parte dos dias de funcionamento que antes ia de terça a domingo.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Museu Casa do Pontal

Próximo post

Festa Literária de Paraty

1 Comentário

  1. Carlos Farias
    6 de junho de 2015 a 20:42 —

    Não entendi a razão de postar fotos de políticos. Esperava fotos das Bibliotecárias e professores presentes ao evento.

Deixe uma resposta