Postagem anterior

Tiago Murakami

Próximo post

Bolsa de estudos PorQuest

9 Comentários

  1. Gisele Sanches
    11 de março de 2015 a 12:44 —

    Olá meu nome é Gisele e sou bibliotecária.
    Gostei muito do vídeo e acho que deveríamos fazer em outras cidades, seria interessante comparar os resultados.
    Pensei que menos pessoas saberiam responder a respeito do profissional, porém minha interpretação é que ainda a visibilidade do profissional está muito aquém do que realmente fazemos e podemos contribuir socialmente com nosso trabalho.
    Um ponto que me chamou a atenção foi dificuldade das pessoas se expressarem recorrendo a expressão vagas dando a impressão que estavam garimpando no cérebro algo para dizer.
    E um ponto positivo é que todos conheciam a biblioteca mais próxima.
    Abraços

  2. 11 de março de 2015 a 14:06 —

    De todos que responderam apenas dois ou três ligaram o bibliotecário a informação. Não somos somente os que trabalham com livros e na biblioteca e sim que lidam com a informação em qualquer suporte, independente de ter internet ou não, nosso papel continua fundamental e até ampliou mais, pois hoje lidamos com a informação em diversos suportes.
    A reportagem só mostra que poucos entendem o quão ampla é a área da Biblioteconomia. Seria pior se perguntassem o que é Biblioteconomia rsrs.

  3. 11 de março de 2015 a 14:10 —

    Muito importante saber o que a sociedade pensa dos bibliotecários. Parabéns ao Rodolfo Targino​ e Hanna Gledyz​ pela matéria.

  4. 11 de março de 2015 a 14:53 —

    Meu nome é Sarah(Goiânia-GO), estou cursando Biblioteconomia, a população aqui de Goiânia não conhece a profissão, no Rio de Janeiro onde se encontra a Biblioteca Nacional e o Arquivo Nacional, tem maior numero de pessoas que conhece a profissão, aqui em Goiânia as bibliotecas são poucas e também não incentivo a leitura, acredito que se fizessem esta entrevista com algumas pessoas daqui, teriam cada resposta cabulosa que não daria para acreditar.

  5. 11 de março de 2015 a 16:20 —

    Bom todo mundo acha que bibliotecário é importante, mas ninguém disse ou sabe o que esse profissional faz. Todos conhecem a coisa, o objeto ("fica ali atrás", "a BN na Cinelândia"), mas ninguém disse ou sabe o que esse profissional faz. "Ele indica o melhor livro, o que se deve ler", alguém relacionando o objeto "de sempre" como uma atividade do bibliotecário… todos que trabalham em uma biblioteca são bibliotecários?"Temos uma bibliotecária na família!" demonstra o orgulho da família, mas também os familiares desconhecem o que o profissional faz…Interessante quando as pessoas relacionam que a "Internet" é a" culpada" pela pouca leitura e frequência às bibliotecas.Enfim, a entrevista reforça o de sempre: somente trabalhamos com livros,somente trabalhamos no espaço físico biblioteca, trabalhou na biblioteca é bibliotecário, a profissão é exclusiva do gênero feminino. A sociedade conhece a biblioteca mas desconhece o bibliotecário. Simples assim.

  6. Suzete Alves
    11 de março de 2015 a 16:37 —

    Infelizmente é recorrente o desconhecimento do papel do bibliotecário pela sociedade. Devemos sair da nossa zona de conforto e mostrar pra sociedade o nosso trabalho.

  7. Alex Kornalewski
    11 de março de 2015 a 17:56 —

    Olá Sou Alex Kornalewski e sou bibliotecário. A proposta é muito interessante e nos faz pensar em alguns pontos: primeiro, percebe-se que a população não tem conhecimento nenhum da importância desse profissional, o que faz recorrerem a palavras soltas, ou mesmo desconexas sobre "ele trabalha na biblioteca", "é bom por causa dos livros" e por ai vai. Segundo, há uma necessidade muito grande de conscientização da informação e, por conseguinte, do profissional que trabalha com a mesma. Terceiro, e o que considero mais importante, a culpa da sociedade desconhecer o profissional e suas atividades é única e exclusivamente nossa. Acredito que o vídeo é super importante, deveria ser feito regularmente em todos os estados, além de cada biblioteca promover cursos, seminários, palestras e eventos afins de promoção do profissional e dos serviços que o mesmo disponibiliza, pois não adianta utilizarmos de técnicas, por exemplo, o clássico estudo de usuários se não aparecemos para os próprios usuários que atendemos, que dirá para os usuários potenciais.

  8. Priscila
    12 de março de 2015 a 17:56 —

    Poucas coisas me incomodam mais do que este vago conhecimento de restringir o bibliotecário á biblioteca e livros, se perguntar o que é biblioteconomia então, ai o povo trava rs.
    Espero que chegue o dia que nossa profissão seja valorizada e as pessoas saibam de fato nosso papel e nosso trabalho e tudo que ele abrange, e que com o advento da internet, nos torna ainda mais importantes e não esquecidos como alguns disseram, justamente por só nos ligar aos livros.
    Sobre as pessoas saberem a respeito da biblioteca não acho que significa muito, já que o foco era este, mais valido seria perguntar a frequencia que a pessoa vai a biblioteca.

  9. marli
    13 de julho de 2015 a 22:53 —

    e quanto aos técnicos em biblioteconomia,o que vcs acham? pois somos mais desvalorizados ainda!

Deixe uma resposta