0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

O bibliotecário no século XXI tem um novo olhar para a sociedade, pois hoje ele não pensa somente no trabalho técnico, mas tem uma visão ampla e voltada para a inclusão social. O papel do bibliotecário vai muito além de mediar à informação e facilitar o acesso à leitura. Atualmente esse profissional assume um papel de educador e mediador pedagógico ao realizar projetos em conjunto com professores e gestores. Media aulas em diversos espaços e desenvolvem programas com foco na educação, aprimorando desta forma seus conhecimentos educacionais e pedagógicos.

O bibliotecário que participa ativamente em projetos de elaboração na melhoria da educação tem como objetivo conquistar novos leitores e satisfazer o seu publico. Para isso, o bibliotecário precisa estar apto a desenvolver um papel educador ao promover ações de incentivo a leitura desde a infância, afinal é nessa fase de iniciação que a semente do saber é plantada. Desta forma, o bibliotecário tem em suas mãos o poder de trabalhar de muitas formas usando a ferramenta correta, e mostrar aos usuários o quanto a leitura faz à diferença e o quanto a educação é capaz de transformar a vida de um cidadão.

Com base nesse contexto, foi criado um projeto de Leitura e Letramento na biblioteca SENAC São Paulo. Aclimação para alunos com deficiência intelectual. A ideia surgiu a partir da apresentação da biblioteca em sala de aula, onde a bibliotecária Izete Malaquias observou a necessidade de trazer para a prática o conceito de biblioteca como extensão de sala de aula para o curso Programa Educação para o Trabalho – Trampolim. Pois, muitos alunos do curso nunca tiveram a oportunidade de conhecer espaço tão rico.

A bibliotecária, com a parceria dos profissionais envolvidos no programa, identificou a necessidade de desenvolver um trabalho diferenciado no espaço da biblioteca, tendo por objetivo estimular a descoberta da leitura, tanto para alunos alfabetizados e não alfabetizados, através de materiais pedagógicos disponíveis no acervo.

De acordo com os profissionais envolvidos, estimular os alunos com os materiais pedagógicos faz com que o universo da leitura desenvolva o senso crítico e o seu convívio em sociedade. A leitura é parte fundamental no processo de ensino-aprendizagem e é por meio das práticas de leitura que os alunos aumentam sua capacidade de reflexão, de entendimento e de cidadão daquilo que está a sua volta.

Em sua obra Bibliotecas escolares: curso de capacitação do professor regente de biblioteca, Walda de Andrade Antunes comenta que saber ler, gostar de ler, ter o hábito da leitura permite avançar, viver mais, são novos conhecimentos, novas experiências, novos mundos que os livros nos trazem.

A biblioteca como extensão da sala de aula contribui para que o aluno desenvolva o hábito, a paixão pela leitura, este sentimento aguçado torna-os frequentadores deste ambiente e vai ajudá-los no seu desenvolvimento e amadurecimento; é nesse espaço de aprendizado permanente que o mundo do conhecimento vai estimular o aluno a pensar, a criar, a desenvolver e vencer novos desafios na vasta variedade de recursos oferecidos. O contato com o livro possibilita o desenvolvimento da linguagem, cultural e cognitivo dos alunos, pois estabelece novos padrões de raciocínio abrindo novos espaços através dos quais os alunos possam a se expressar exercitando a criatividade.

“A educação é uma forma de intervenção no mundo. Para tanto, estar comprometido com o que faz procurando aproximar cada vez mais a fala da prática, entre o que parece ser e o que realmente é”, nos diz Paulo Freire. Ser bibliotecário-educador não por obrigação, mas por compromisso.

Pode-se concluir que esse trabalho é resultado de envolvimento e comprometimento de todas as equipes presente. É reflexo da união e esforço coletivo. Os alunos tiveram a possibilidade e desenvolveram habilidades que permitem o direito de exercer a sua própria liberdade, autodeterminação, poder de decisão e crítica e autonomia para resolução de conflitos no dia a dia. E que a participação da biblioteca é um recurso indispensável para o desenvolvimento do processo ensino aprendizagem e formação do educando.

Incluir não é colocar o indivíduo junto aos demais apenas, mas buscar em nós mesmos caminhos, vontade para que possamos ajudá-los a ser um vencedor e então também junto com a pessoa com deficiência seremos também vencedores.

Colaboraram: Gerson Jose da Silva, Gisele Antunes, Renata Gonçalves e Maria Guilhermina.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

O pecado original

Próximo post

Bibliotecas Rurais

4 Comentários

  1. 19 de maio de 2014 a 20:52 —

    Parabéns pelo lindo trabalho! Colhendo os frutos de tanto esforço que vcs beeeem merecem! 🙂

  2. Arlindo Junior
    20 de maio de 2014 a 10:40 —

    Parabéns pelo texto e parabéns pelo Projeto.
    Jamais devemos limitar ou privar o conhecimento, pelo contrário, devemos estimular e tornar acessível a todos!
    Mais uma vez, parabéns!

    Junior

    • Priscila Xavier
      22 de maio de 2014 a 22:11 —

      Obrigada Ju!!!! Que bom que gostou do artigo.

  3. Regina Célia
    21 de maio de 2014 a 16:55 —

    Parabéns queridas pelo lindo trabalho!

Deixe uma resposta