1
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

As bibliotecas públicas possuem um papel fundamental na sociedade como local de disseminação do conhecimento, cultura, lazer e encontro social. Entre as onze bibliotecas temáticas localizadas na cidade de São Paulo, encontramos na Biblioteca Roberto Santos, um espaço dedicado ao cinema e um ponto de encontro referencial aos apreciadores da sétima arte.

As bibliotecas temáticas oferecem, além de obras e atendimento comuns a maioria das bibliotecas, ambiente, acervo e programação diferenciados. Neste caso, a Roberto Santos é um espaço que atende as necessidades de um público que valoriza o cinema como algo a ser preservado e acessível a todos.

Vamos apresentar a história, a missão, as características, o acervo e os serviços da unidade de informação, destacando a importância de uma biblioteca pública de cinema voltada à sociedade.

Histórico da Biblioteca Pública Roberto Santos

Em 26 de novembro de 1953 foi inaugurada a Biblioteca Municipal do Ipiranga. De acordo com a Secretaria da Educação e Cultura, a escolha do bairro para a instalação da segunda biblioteca circulante da cidade deve-se ao fato do Ipiranga ser um bairro populoso e cercado por muitas escolas.

Devido ao aumento do acervo na época, em 1961 o prédio já não comportava o grande número de obras. Por esse motivo, a população e autoridades locais reivindicaram um prédio maior e melhor localizado. Enquanto isso, a biblioteca funcionou em um galpão localizado no terreno do Colégio Visconde de Itaúna.

Situado na Rua Cisplatina nº 505, o novo prédio, declarado utilidade pública em 1964, foi projetado pelo arquiteto Aluízio da Rocha Leão e inaugurado em 1965 com um auditório com capacidade para 154 pessoas. Em 1973 a biblioteca foi denominada Biblioteca Municipal Ministro Genésio de Almeida Moura, e em 2005 teve seu nome alterado para Roberto Santos, em homenagem ao cineasta, roteirista e produtor de cinema brasileiro.

Para atender as necessidades dos cinéfilos da cidade que se reuniam na biblioteca há mais de uma década para a tradicional sessão do Cineclube Ipiranga, que exibia todos os sábados clássicos do cinema no formato de 16 mm, foi inaugurado em 2008 o seu acervo temático em cinema, retomando a programação de filmes e com espaço reformado para garantir melhor qualidade na exibição de filmes e acomodação do público. Uma exposição permanente sobre a carreira de Roberto Santos faz parte da nova ambientação e decoração da biblioteca.

Missão e objetivos

A Biblioteca Pública Roberto Santos, ligada a Secretaria de Cultura do município de São Paulo, tem como missão e objetivo: Elaborar e implantar políticas públicas de cultura garantindo a produção, fruição e democratização do acesso; Desenvolver políticas, programações e ações visando o desenvolvimento cultural da cidade; Articular, organizar e promover a cultura na cidade de São Paulo, em 3 dimensões: simbólica, econômica e cidadã; Colaborar com a construção do imaginário simbólico da cidade; Garantir o acesso da população a produção e fruição de bens culturais por meio da oferta de um sistema público e diversificado de programas, projetos e serviços.

As bibliotecas são classificadas conforme as suas finalidades, o tipo de usuário para o qual direcionam seus produtos/serviços e as características do seu acervo. A Biblioteca Roberto Santos faz parte da rede de bibliotecas públicas existentes nos bairros da cidade de São Paulo e apesar de ser uma biblioteca temática, seu acervo possui outras obras.

Com um espaço projetado e bem conservado, a biblioteca cumpre grande parte das missões básicas que constituem a essência dos serviços fornecidos pelas bibliotecas públicas. Destaca-se a acessibilidade para cadeirantes e as obras em braile para deficientes visuais.

Buscando atender as necessidades informacionais e incentivar a formação de leitores em diferentes faixas etárias, a biblioteca possui salas com periódicos, livros infantis, salas com materiais para pesquisa de diferentes áreas e assuntos, obras disponíveis para empréstimos e uma programação diversificada de incentivo à cultura, como palestras, cursos e exibição de filmes.

Acervo e estrutura física

A Biblioteca Roberto Santos possui um acervo com aproximadamente 48.000 exemplares (em sua maioria constituído por livros temáticos e literatura geral, principalmente as coleções na sala infantil/infanto-juvenil, devido à demanda de usuários para essas coleções em especial) e aproximadamente 2500 outros suportes temáticos (VHS, catálogos, CDs, gibis, jornais, revistas etc.). O acervo temático da unidade é constituído por um conjunto de filmes que representam a evolução da história do cinema nacional e internacional.

No conjunto de filmes nacionais, há filmes raros que não existem em DVD e que foram cedidos por diretores para a biblioteca. O acervo possui diversos filmes de ficção, políticos e documentários, de diversas épocas. Com muitos títulos norte-americanos e franceses, a vertente histórica constrói um panorama das diversas fases do cinema, com origem no cinema mudo.

Destaque para os filmes de Charles Chaplin, Alfred Hitchcock, François Truffaut e outros importantes cineastas que ajudaram a formar essa categoria, além de filmes suecos, iranianos, japoneses, coreanos, indianos, entre outros.

Os moradores do bairro são frequentadores assíduos da biblioteca e são de diferentes gerações. Estudantes de escolas da região, pesquisadores e apreciadores do cinema e familiares, muitos pais que frequentavam a biblioteca levam seus filhos atualmente. Seu diferencial é receber usuários interessados em obras sobre cinema e seus serviços relacionados.

Dentre os produtos e serviços oferecidos pela biblioteca Roberto Santos estão: Consultas de livros, revistas, jornais, DVD’s e fitas VHS; Empréstimos de livros; Cursos e palestras relacionados a área de cinema; Contação de histórias infantis; Mostra de filmes as quartas, sextas, sábados e domingos; Livros infantis, infanto-juvenis, literatura em geral, obras de referência, apostilas, livros em braile, audiolivros, revistas e jornais; Livros com temática em cinema (sobre filmes, atores, diretores); Visita monitorada; Programação para vestibulandos.

A biblioteca possui salas amplas, limpas e bem iluminadas, as mesas são bem posicionadas, porém, não são muito grandes. As prateleiras não estão lotadas de livros e os corredores têm um espaço para circulação, organizado para que uma cadeira de rodas possa passar. As janelas, que vão do chão até o teto, são limpas e permitem ver o jardim com árvores, plantas e flores muito bem cuidadas.

Em 2008 ocorreu uma reforma para colocação de rampas e instalação de um elevador para facilitar o acesso de cadeirantes as dependências da biblioteca. A biblioteca possui dois computadores para consultas ao catálogo eletrônico, mas não dispõe de computadores e sinal WI-FI para a acesso à internet.

Perfil do bibliotecário responsável pela biblioteca

Maria Aparecida Reis Ribeiro da Silva, 58 anos, funcionária da Prefeitura Municipal de São Paulo (PMSP) em cargo administrativo desde 1981, trabalhou no extinto Departamento de Bibliotecas Infanto-Juvenis da Secretaria Municipal de Cultura (SMC). Depois de se formar em Biblioteconomia pela FESPSP, se exonerou em 1994 da PMSP para participar da equipe de implantação e desenvolvimento do Centro de Documentação da Indústria Automobilística – CEDOC/ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), onde atuou como Bibliotecária de 1994 até janeiro de 2009.

Através de um novo concurso público, assumiu em fevereiro de 2009 na PMSP/SMC o cargo de Especialista em Informações Técnicas Culturais e Desportivas – Bibliotecário. Pós-graduada em Gestão Pública pela UMC – Universidade Mogi das Cruzes (em 2010).

A Biblioteca Roberto Santos está alinhada aos conceitos de biblioteca pública, ao oferecer subsídios diversos para a difusão da informação, conhecimento, educação e cultura. Além de atender a demanda dos usuários locais, apreciadores e pesquisadores da sétima arte, promovem por meio de sua programação variada, a contribuição para que outras pessoas se interessem pela temática ou pelos outros serviços que a biblioteca disponibiliza.

Uma crítica negativa está relacionada à localização da biblioteca que apesar de ser próxima a pontos de ônibus, fica distante das estações de trem e metrô, o que dificulta o acesso de usuários, principalmente para os interessados pela temática em cinema.

Serviço:

Instituição: Biblioteca Pública Roberto Santos (temática em cinema):

Endereço: Rua Cisplatina, 505 / Ipiranga – 04211-040 São Paulo, SP

Funcionamento: 2ª a 6ª feira das 10h às 19h e sábado das 9h às 16h

Contatos: Tel. (11) 2063-0901 e (11) 2273-2390

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Fim da folia

Próximo post

O belo que se torna frágil

Sem comentários

Deixe uma resposta