0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Do G1 DF

Usuários da Biblioteca Nacional de Brasília reclamam que de elevadores quebrados e da falta de um sistema de ar condicionado. A má conservação dos banheiros, que estariam sem portas e com torneiras danificadas, também foi alvo de queixas. O diretor do estabelecimento, Antonio Miranda, diz que já o recebeu em “estado crítico” e afirma estar com dificuldades para manter os serviços básicos.

“Não temos contrato de manutenção para consertar o que está quebrado. Fizemos uma reunião emergencial com as agências, vice-governadoria e a Terracap para tentar resolver alguns dos problemas, mas ainda não temos nenhuma previsão”, declarou. O G1 procurou o Executivo, mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem.

A administração conta que, por causa dos problemas, reduziu o horário de funcionamento da biblioteca. As portas passaram a ser fechadas às 20h45, em vez de 23h. “Não há lâmpadas nos postes próximos, então fica tudo bem escuro. Por volta de 21h, usuários de drogas e moradores de rua ocupam os pilotis da biblioteca, causando medo aos estudantes. Não temos autonomia para resolver os problemas, então tudo fica mais complicado e burocrático”, disse Miranda.

A estudante Larissa Guimarães conta que os elevadores estão quebrados desde o dia 28 de setembro e afirma que a falta de ar condicionado prejudica os estudos no local.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Nélida Piñon

Próximo post

Sapphire, escritora americana

Sem comentários

Deixe uma resposta