0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

do G1 de Parnaíba

Inaugurada há apenas sete anos, a Biblioteca Estadual Professor Ribeiro Magalhães, na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí, está fechada e nenhum amante da leitura tem acesso ao acervo de aproximadamente seis mil títulos do local.

Na época da inauguração, em 2008, o governador Wellington Dias afirmou que a biblioteca de Parnaíba iria servir de modelo para outras que seriam implantadas no estado. Cumprindo seu segundo mandato naquela ocasião, ele disse que o espaço beneficiaria mais de 46 mil alunos das redes estadual, municipal e privada de ensino.

De acordo com a moradora, que preferiu não ter o nome revelado, o processo de fechamento da biblioteca começou ainda em abril desse ano e em julho o último funcionário que restava no local foi retirado, deixando a biblioteca sem funcionamento. O espaço de leitura fica bem próximo ao campus da Universidade Federal do Piauí e a dois importantes colégios da cidade.

“Isso é um crime. Eu fico angustiada e ninguém faz nada. Primeiro eles reduziram o horário de funcionamento de 12 para oito horas diárias e depois fecharam. A biblioteca tem mais de mil leitores cadastrados e recebia pelo menos 100 visitantes por dia”, disse a moradora.

Ela conta que o não funcionamento da biblioteca está prejudicando principalmente concurseiros e candidatos que estão se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio 2015 (Enem). A moradora classifica o fechamento do espaço como uma “insanidade”, já que um acervo tão rico está totalmente inacessível.

De acordo com Fernando Lima, diretor do Colégio Liceu Parnaibano, que fica ao lado da biblioteca, a situação é lamentável. Ele pondera que por conta do colégio ser de ensino técnico, os prejuízos aos estudantes da unidade não foram de grandes proporções, mas afirma que uma biblioteca fechada é sempre algo para se lamentar.

“Uma biblioteca grande como aquela estar fechada é sempre algo para ser lamentado, porque a gente entende que o ideal é cada vez mais proporcionar a expansão da cultura, afinal livro guardado em prateleira não distribui conhecimento”, falou o diretor.

Nota da Redação: Procurada pela reportagem, a Secretaria de Educação do Piauí (Seduc) informou que os funcionários que trabalhavam na biblioteca haviam sido contratados pela gestão passada e que o novo governo teve que fazer a substituição deles.

A Seduc garantiu ainda que um novo servidor foi designado para o local. De acordo com a secretaria, o novo funcionário já está disponível e uma reunião entre ele e gerente regional de educação de Parnaíba foi realizada na manhã desta sexta-feira (9). A Seduc concluiu informando que nos próximos dias a biblioteca voltará a funcionar.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

I Encontro do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia

Próximo post

Para TJ-RJ, lei que obriga Bíblia em bibliotecas é inconstitucional

Sem comentários

Deixe uma resposta