Autor do Arquivo

Cristian Brayner

mm

É pós-doutor em História, doutor em Literatura pela Universidade de Brasília, mestre em Ciência da Informação e graduado em Biblioteconomia, Direito, Tradução, Filosofia e Letras (Língua e Literatura Francesas). É Subsecretário do Patrimônio Cultural do Distrito Federal e ex-diretor do Departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Ministério da Cultura. Foi agraciado com o Prêmio Casa de las Américas. Colabora de forma permanente com a Biblioo.

A democratização da literatura e da biblioteca passa, necessariamente, pela compreensão das regras do jogo de enunciação e isso envolve compreender a difusão e os pretensos efeitos maléficos e benéficos dos livros

O desassossego milenar pelos supostos benefícios e malefícios da leitura deve, apesar dos riscos, suscitar diálogos a respeito do seu papel na sociedade contemporânea

O descaso por parte do Estado tem produzido dois frutos amargos vinculados entre si: o estado lacunoso da coleção bibliográfica nacional e a sua suspensão

Embora a legislação brasileira não limite o depósito legal à publicações analógicas, a Biblioteca Nacional não tem coletado materiais publicados em formato eletrônico

Vinculadas as regiões administrativas, estas bibliotecas não possuem sede própria, funcionando, na maioria das vezes, em espaços cedidos e inadequados

As fake news devem ser objeto de preocupação dos bibliotecários, ainda que a sociedade brasileira nada espere da parte deles?

O bibliotecário participa do poder político ao pronunciar certos enunciados que serão considerados verdadeiros

Neste artigo, Cristian Brayner narras os prazeres e as sensações com a descoberta de uma nova leitura

Em minhas visitas à bibliotecazinha da escola, tinha sido apresentado a todas as fadas e princesas da Condessa de Ségur

Na sua estréia como colunista permanente da Biblioo, Cristian Brayner comenta a censura a um livro promovida por escola no Rio