0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Existem obras importantes no Brasil que retratam os desdobramentos históricos pelos quais passou a nossa história bibliográfica. Dessas obras, destaco duas. A primeira é de cunho mais acadêmico e a segunda de cunho mais didático. Estou falando d’A longa viagem da biblioteca dos reis, da historiadora Lilian Moritz Schwarcz e 1808 do jornalista Laurentino Gomes, respectivamente. As duas obras fundamentais para se entender o tema tem uma coisa em comum: retratam em grande parte o acervo valioso hoje pertencente à Biblioteca Nacional os duros caminhos percorridos para chegar lá. Contudo, o que poucas pessoas sabem é que as obras vindas de Portugal, quando da transferência da família real em 1808 para os trópicos, é que muitas das obras que vieram nesta fuga não estão ou pelo menos não devem estar só na BN. Certamente essas obras compõem hoje o acervo de instituições diversas, tais como o Real Gabinete Português de Leitura e a Biblioteca de Obras Raras do Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, sendo está última assunto deste segundo número da biblioo, em virtude do aniversário dos 200 anos de seu acervo, comemorado no final de 2010 e que não poderia passar em branco.

Nossos leitores terão a grata oportunidade de ler a segunda parte da entrevista de Edson Nery da Fonseca, intelectual destacado no cenário nacional, que, entre outra coisa, fala sobre a abertura dos arquivos da ditadura militar brasileira.

Especial também é a reportagem sobre a literatura de cordel. Dani Maciel, correspondente da biblioo no Nordeste, viajou até o Rio de Janeiro e conversou com o presidente da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, Gonçalo Ferreira da Silva, cujas palavras poderão ser lidas “Na integra”.

E mais: ONG Entre Amigas trabalha a autoestima da mulher; Baixada Fluminense caminha em direção à democratização da leitura; Empreendedorismo no audiovisual e Um novo jeito de narrar os fatos e muito mais. Como é possível perceber, a biblioo, neste segundo número, está ainda mais dinâmica. Vale aqui destacar que quse duzentas pessoas se manifestaram em nossa enquete, sendo que 78% consideraram a iniciativa da revista excelente. Ficamos felizes com isso e esperamos que aproveitem essa nova edição.

Boa Leitura!

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Um acervo bicentenário

Próximo post

No Brasil, metade dos alunos não tem acesso a computador

1 Comentário

  1. 2 de agosto de 2011 a 11:33 — Responder

    Esse projeto é realmente uma excelente iniciativa. Tenho certeza que tem tudo para ser uma referência entre nós acadêmicos e também profissionais da informação. Não excluindo aqueles que gostam de leituras interessantes.
    Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *