0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Diante da necessidade de inclusão social das pessoas com deficiência, no âmbito educacional e cultural, a biblioteca universitária é um espaço legítimo para o exercício da cidadania. É dever do Estado oferecer acesso aos bens culturais e a educação a toda população, incluindo as pessoas com deficiência.

Ainda são raras as universidades, escolas e bibliotecas que dispõem de profissionais e estrutura adequadas para atender as pessoas com necessidades especiais.

Neste sentido, é preciso que a biblioteca universitária esteja adequada para satisfazer as necessidades informacionais de toda a sua comunidade acadêmica, incluindo as pessoas com necessidades especiais. É importante salientar que é o ambiente quem causa a exclusão, não atendendo a todos de maneira ampla e igualitária. Sendo assim a Organização das Nações Unidas, em texto referente à Declaração dos Direitos do Deficiente, afirma que:

  • O deficiente tem os mesmos direitos civis e políticos dos demais seres humanos;
  • O deficiente tem direito às medidas destinadas a permitir-lhe alcançar a máxima autonomia possível;
  • O deficiente tem direito à […] educação, à formação e readaptação profissionais;
  • O deficiente tem direito a que sejam levadas em conta suas necessidades particulares em todas as etapas do planejamento econômico e social. (Declaração, 1975).

Leia o texto completo na edição 49 da Revista Biblioo. Clique aqui e adquira em nossa loja virtual.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

Livro de colorir para adultos

Próximo post

Naufrágio na caldeira

Sem comentários

Deixe uma resposta