0
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

A quinta edição da Semana de Integração Acadêmica dos Estudantes de Biblioteconomia (SIEB) será realizada entre os dias 07 a 11 de outubro de 2013, no auditório do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET) da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Um evento idealizado pelo editor-chefe da Revista Biblioo, Chico de Paula, quando ainda era estudante da graduação em Biblioteconomia da UNIRIO e fazia parte do Diretório Acadêmico. Mesmo com as dificuldades, o encontro vem conseguindo manter uma regularidade e tem continuidade com o passar dos anos.

Histórico

O SIEB é um evento estudantil que surgiu em 2007, por iniciativa do Diretório Acadêmico Mário Ferreira da Luz do curso de Biblioteconomia da UNIRIO. Com o passar dos anos e com a dificuldade de continuidade de uma chapa para o diretório acadêmico, a organização do SIEB também ficou a cargo do Programa de Educação Tutorial (PET-UNIRIO).

A primeira edição do SIEB foi realizada entre os dias 22 a 24 de maio de 2007, com o tema: “Biblioteconomia: ensino e identidade”.

A segunda edição realizada de 15 a 17 de outubro de 2008, abordou a temática: “A biblioteca como mecanismo de transformação social”.

A terceira edição realizada entre os dias 13 a 15 de outubro de 2010 abarcou o tema: “Biblioteconomia e Tecnologias da Informação”.

A quarta edição foi realizada entre os dias 28 a 30 de novembro de 2011, com o seguinte tema: “Mercado de trabalho e perspectivas”.

A quinta edição será realizada agora no mês de outubro, entre os dias 07 a 11 de outubro de 2013, com o seguinte tema: “Organização do conhecimento face aos avanços tecnológicos”.

1239857_577068749021917_64390593_n

 

Objetivos da SIEB

Na primeira edição da SIEB, Chico de Paula, definiu o caráter e os objetivos do evento em uma pequena apresentação que permanece como o marco inicial e define bem o que vem a ser essa Semana de integração de alunos:

“A SIEB, entendida como uma instância de caráter científico no sentido mais estrito do termo é um desses eventos que o estudante, o professor e toda a comunidade acadêmica expõem suas esperanças na retomada de uma universidade, eminentemente, humanista, longe de um comprometimento alienado com as exigências puramente mercadológicas. Procura, assim, discutir a cultura universitária e suas implicações na configuração de uma sociedade moderna, mais justa e solidária. A dinâmica social, a cultura e a política assinalaram os temas das bem sucedidas edições anteriores entendendo nesse entorno os propósitos mais elevados da Escola de Biblioteconomia. A mobilização discente representa a principal característica para um aprendizado mais integral na vida acadêmica e profissional, entendendo assim, a importância desse evento cada vez mais norteador para o horizonte da Biblioteconomia”.

Texto por Francisco de Paula Araújo.

 

Com o intuito de saber mais a respeito do que será abordado na programação do V SIEB, a Revista Biblioo entrevistou por e-mail um dos organizadores dessa quinta edição, o estudante do curso de Biblioteconomia da UNIRIO, Rodrigo Viguera.

 

 2013-09-24 20.37.18

                                                 Rodrigo Viguera – Organizador do V SIEB

Rodolfo Targino: O que é o SIEB?

Rodrigo Viguera: SIEB é a Semana de Integração Acadêmica dos Estudantes de Biblioteconomia, o evento idealizado para os estudantes por um estudante, que é o Chico de Paula, que não só idealizou como conseguiu colocar em prática, e que de certa forma conseguiu um legado de continuidade, tanto é que estamos na 5° edição. Nós do Programa de Educação Tutorial (PET) assumimos esse ano, até porque esse evento originalmente é feito pelo Diretório Acadêmico Mário Ferreira da Luz, queremos que continue a prática, idealizada por estudantes para estudantes, sempre aprimorando, e que os estudantes continuem participando não só como ouvinte, mas também participando das comissões de organização, se sentindo assim mais familiarizados com o fazer biblioteconômico, ou seja, mantemos os moldes dos anteriores, com a grande ajuda dos professores, isso é integração com todo seu significado.

R. T.: Qual será a temática abordada?

R. V.: A temática desse ano fala de “Organização do Conhecimento Face aos Avanços Tecnológicos” achamos que é um tema pertinente, pois existe certa euforia quanto a esse assunto. Como podemos parear a esses novos acontecimentos onde a informação e o conhecimento e novas áreas surgem a cada momento? Como podemos gestar e organizar? Qual perfil devemos ter quando vivemos na era do acesso?

R. T.: Você pode divulgar alguns nomes que já estão confirmados na programação?

R. V.: A maioria já confirmou, só temos dois pra acertar, mas nada que atrapalhe o andamento do evento. Queremos os melhores profissionais que temos, para que seja proveitoso e seja uma troca de qualidade.

R. T.: Como está sendo a participação dos alunos na organização e no envio de trabalhos?

R. V.: Está sendo muito boa, pois as meninas dos “Jovens Talentos” que é uma bolsa dada as recém-chegadas para, saber em que tipo de bolsa de pesquisa, ensino ou extensão gostariam de estar inseridas e estão todas na comissão de infraestrutura e outros estudantes que não são dessa bolsa, ou seja, elas darão suporte as pessoas que entram, colhendo assinaturas de presença no evento, entregando os crachás, dar suporte aos palestrantes e fazer com que todas as programações sejam executadas no tempo certo.

R. T.: Que resultados vocês pretendem alcançar?

R. V.: Os melhores possíveis, queremos lotar o auditório, queremos realmente a integração, assim é a nossa proposta, tanto para na parte científica como entre estudantes e professores.

 

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comentários

Comentários

Postagem anterior

A educação é um caso de polícia?

Próximo post

Além de receber pouco, os professores têm que apanhar em praça pública?

1 Comentário

  1. 30 de setembro de 2013 a 16:36 —

    Uma iniciativa maravilhosa em busca da união dos estudantes de biblioteconomia , além da questão acadêmica, uma troca de vivências afim de em coletivo construir uma melhor perspectiva da biblioteconimia.

Deixe uma resposta