0
Shares
Pinterest Google+

O ano de 2016 foi um daqueles que não vai deixar saudade para ninguém. Além de tragédias ambientais, o Brasil passou por um dos processos políticos mais conturbados de sua história e uma crise que atingiu diversos estados.

O fatídico episódio do impeachment da presidente Dilma Rousseff deixou fortes marcas na sociedade brasileira e com o governo de Michel Temer as camadas menos abastadas do País estão sentido na carne os cortes e retrocessos anunciados pelo governo federal.

As medidas anunciadas atingem diversas conquistas sociais que já estavam garantidas na Constituição brasileira. Como sempre em época de crise, a educação e saúde pagam o pato e o quadro que se desenha para o próximo ano é preocupante.

Mas o ano de 2016 também foi marcado por lutas e lições de esperança como a dos movimentos de ocupações estudantis que varreram grande parte das cidades brasileiras, tendo os estudantes como protagonistas e dando uma verdadeira lição para toda a sociedade.

A última edição de 2016 da Revista Biblioo tem como destaque a retrospectiva com os dez fatos que marcaram a cultura informacional em 2016 e uma entrevista exclusiva com Renata Costa, coordenadora do SEB/RJ. Luciana Rodrigues trás os apontamentos sobre o I Encontro de bibliotecas e arquivos da UFF. Jonathas Caravalho discute as atribuições e processo de construção e consolidação dos órgãos de classe no Brasil.

Uma boa leitura e um feliz 2017!

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!
Previous post

Olhar de um bibliotecário

Next post

Bibliotecas parque do Rio receberão R$ 1 milhão do MinC para manter as portas abertas

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *