2
Compartilhamentos
Redefinição de Impressão Google+

Já imaginou tornar uma das coisas que você mais gosta de fazer na vida – que é ler, indicar e falar sobre livros com outras pessoas – no seu principal ganha-pão ou, ao menos, numa importante fonte de renda? Ou, então, como forma de aprimorar seu trabalho atual e, assim,  além seguir formando leitores, ainda ajudar outras pessoas a enfrentarem problemas pessoais e mesmo doenças da vida moderna?!

APRENDA A USAR SUA PAIXÃO PELOS LIVROS PARA AJUDAR OUTRAS PESSOAS E AINDA SER REMUNERADO POR ISSO!

Pois a Biblioterapia – ciência criada na primeira metade do século passado e largamente utilizada nos Estados Unidos e em países da Europa – ganha cada vez mais adeptos no Brasil. Em fins de maio, nada menos do que 259 pessoas – principalmente bibliotecários, mas também psicólogos, psiquiatras, psicanalistas, assistentes sociais, professores, livreiros e estudantes de Letras – deram um tempo em suas vidas para participar da Jornada da Biblioterapia, realizado totalmente on-line, para tentar compreender um pouco melhor o assunto e, quem sabe, ter ali novas possibilidades profissionais.

A Jornada, que é totalmente on-line, é organizada pela Fundação Observatório do Livro e da Leitura e se destina a bibliotecários, professores, psicólogos, assistentes sociais, psicanalistas, psiquiatras, filósofos e pessoas que gostam de ler e falar sobre livros podem atuar como Biblioterapeutas.  Para informações e inscrição clique cando aqui.

Confira abaixo o vídeo de lançamento da Jornada da Biblioterapia:

Além da Biblioterapia Clinica – com atendimento em consultório e que também pode ser aplicada em parceria com profissionais da área da Saúde – o biblioterapeuta pode atuar, profissionalmente, em hospitais, igrejas, escolas, presídios, empresas, instituições e, naturalmente, bibliotecas, sejam elas públicas, comunitárias, escolares, universitárias, de repartições ou de empresas.

“Esta é uma possibilidade concreta de transformar a vida pessoal e profissional, passando a fazer uma das coisas que mais gosta na vida, que é ler e falar sobre livros, e, ainda por cima, ser remunerado por isso”, diz o presidente da Fundação Observatório do Livro e da Leitura, Galeno Amorim. Ex-presidente da Biblioteca Nacional, o próprio Galeno fez Biblioterapia, como paciente, na década de 1990, quando ele e um grupo de profissionais liberais – médicos, jornalistas, publicitários, enfermeiros e até um promotor público – faziam terapia em grupo a partir da leitura de livros.

Depois disso, ele criaria e desenvolveria vários projetos de Biblioterapia com jovens e adolescentes em situação de risco e com idosos. Atualmente, mantém um projeto com 20 grupos de presos para quem “receita” livros de literatura e duas sessões em grupo por mês. “Funciona, mesmo”, garante o ex-presidiário e estudante de Direito da Universidade de Ribeirão Preto, Carlos Andrade, condenado por assalto à mão armada e tráfico, que chegava a ler, no cárcere, a cada mês, 24 novos livros. “Eu sou prova viva disso, mas não sou só eu…”.

Concorra a uma inscrição gratuita

A Biblioo, em parceria com a Fundação Observatório do Livro e da Leitura, está sorteando uma inscrição gratuita para a Jornada de Biblioterapia.

O curso contará com 4 aulas semanais ao vivo pela internet, materiais de estudos sobre Biblioterapia, modelos prontos para preparar e realizar seu trabalho, comunidade reservada no Facebook para tirar dúvidas, além de muitos outros produtos e bônus (clique aqui para mais informações).

Para participar do sorteio basta preencher o formulário abaixo. O resultado será divulgado no dia 27 de junho de 2017 neste post e o ganhador será comunicado por e-mail. Participe!

powered by Typeform
Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comments

comments

Postagem anterior

Aprovados em concurso público, bibliotecários reivindicam nomeação em SP

Próximo post

A Biblioteca Comunitária de Jardim Gramacho, no Rio, precisa da sua ajuda