4
Shares
Pinterest Google+

O ensino de biblioteconomia no Brasil surgiu há mais de um século nos porões da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) em 1911. Atualmente os cursos de graduação em Biblioteconomia na modalidade de ensino a distância (EaD) estão presentes em 26 cidades brasileiras e são oferecidos por três universidades: a Universidade Caxias do Sul (UCS), a Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) e a Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ).

A UCS foi a pioneira em disponibilizar este tipo de ensino no ano de 2013 e sua primeira turma realizou cerimônia de formatura no último dia 04 de março. “Foi um momento histórico para a centenária Biblioteconomia brasileira, que se renova constantemente e iniciou a ofertar o curso via EaD em 2013 pela instituição da serra gaúcha, sendo o primeiro curso nessa modalidade do país e consequentemente a primeira turma a formar-se”, destacou João Borges da Silveira, professor e paraninfo da turma.

Turma de formandos de biblioteconomia da Universidade Caxias do Sul. Foto: Divulgação

Ao todo colaram grau na primeira turma da UCS um total de 39 alunos oriundos de diversos estados brasileiros, dentre eles Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Acre. A cerimônia de formatura contou com a participação de Nilda Stecanela, professora, pró-reitora de pesquisa e pós-graduação; Patricia Mousquer, professora e coordenadora do curso; João Paulo Borges da Silveira, professor e paraninfo da turma e Robson Mendonça Nascimento, funcionário homenageado.

Cerimônia de formatura na Universidade Caxias do Sul. Foto: Divulgação

O curso da UCS

O curso de biblioteconomia na modalidade EaD da UCS possui 2490 horas, sendo organizado em módulos (disciplinas) trimestrais, com provas presenciais a cada trimestre e duas vezes a cada semestre os alunos precisam comparecer a um dos polos da Universidade (Caxias do Sul, Canela, São Sebastião do Caí e Vacaria) para realização de atividades.

No ambiente virtual de aprendizagem é disponibilizado ferramentas como fóruns de discussão, webfólio, vídeos, cronogramas, tutoriais, entre outros, que auxiliam a interação dos alunos, professores e tutores. Clarissa Silveira, recém formada na modalidade EaD da UCS, destaca que uma das grandes vantagens deste modelo de ensino é a de desenvolver autonomia para estudar, resolver os problemas. Além disso, ela começou a planejar sua inserção no mercado de trabalho como consultora. “No momento, preparo-me para atuar como consultora, em um museu da cidade, para ajudar a equipe a organizar a biblioteca da instituição. Esse é o meu primeiro desafio e acredito que será o primeiro passo para ingressar, com o pé direito, no mercado de trabalho”, explica a bibliotecária.

Cursos online de qualificação em Biblioteconomia e Ciência da Informação. Acesse!

Comments

comments

Previous post

Violência de gênero na biblioteca: o caso Virgínia Woolf

Next post

Assédio moral: um alerta aos profissionais da informação